Escolha as suas informações

Boris Johnson: "Só o Irão ganharia com o fim do acordo nuclear"
Mundo 07.05.2018

Boris Johnson: "Só o Irão ganharia com o fim do acordo nuclear"

Boris Johnson: "Só o Irão ganharia com o fim do acordo nuclear"

Foto: AFP
Mundo 07.05.2018

Boris Johnson: "Só o Irão ganharia com o fim do acordo nuclear"

Ministro britânico assina artigo de opinião no New York Times em que pede a Donald Trump para manter os EUA no acordo.

O ministro britânico dos Negócios Estrangeiros, Boris Johnson, pediu a Donald Trump que mantenha os Estados Unidos no acordo nuclear com o Irão. Uma decisão sobre o assunto será anunciada no próximo sábado e Hassan Rouhani, presidente iraniano, já avisou os EUA de que "vão arrepender-se" caso abandonem o acordo.

Antes da visita de hoje a solo norte-americano, Johnson assinou um artigo de opinião no New York Times no qual faz apelo a Trump para que não retire o país do documento. "Só o Irão ganharia com essa retirada", escreve o ministro.

"De todas as opções que temos para garantir que o Irão não tem uma arma nuclear, esta é a que oferece menos desvantagens", opina.

Rubricado em 2015 por EUA, Irão, China, Rússia, França, Alemanha e Reino Unido, o acordo estabelece limitações do programa nuclear, tendo como contrapartida a suspensão das sanções económicas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Estados Unidos voltam a aplicar sanções ao Irão esta segunda-feira
Manifestações em Teerão assinalaram o aniversário da invasão da antiga embaixada norte-americana em 1979. Bandeiras dos EUA e de Israel foram queimadas enquanto se gritavam palavras de ordem contra os dois países considerados inimigos. Hoje entram em vigor as sanções dos Estados Unidos.
Queimaram-se bandeiras dos EUA e de Israel em manifestações na cidade de Teerão.
Estados Unidos abandonam acordo nuclear com Irão
O Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou hoje que os Estados Unidos abandonam o acordo nuclear assinado entre o Irão e o grupo dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU mais a Alemanha.
US President Donald Trump signs a document reinstating sanctions against Iran after announcing the US withdrawal from the Iran Nuclear deal, in the Diplomatic Reception Room at the White House in Washington, DC, on May 8, 2018. / AFP PHOTO / Saul LOEB / ALTERNATIVE CROP