Escolha as suas informações

Bolsonaro tira a máscara para provar que "está tranquilo" e torna-se viral em poucos minutos
Mundo 07.07.2020

Bolsonaro tira a máscara para provar que "está tranquilo" e torna-se viral em poucos minutos

Bolsonaro tira a máscara para provar que "está tranquilo" e torna-se viral em poucos minutos

AFP
Mundo 07.07.2020

Bolsonaro tira a máscara para provar que "está tranquilo" e torna-se viral em poucos minutos

O momento em que o Presidente brasileiro pede espaço aos jornalistas para tirar a máscara, quebrando as normas mínimas de segurança, é um dos mais partilhados nas redes sociais.

Infetado pelo novo coronavírus, o Presidente do Brasil já é um dos assuntos mais comentados nas redes sociais. Em questão de segundos, a confirmação do diagnóstico de Jair Bolsonaro passou dos "Assuntos mais comentados" do Brasil, para o terceiro assunto mais comentado do planeta. 

A julgar pelos milhões de publicações com o hastag #Jair Bolsonaro, até ao fim do dia, arrisca ser o primeiro. Desrespeitando todas as recomendações médicas, nomeadamente a do distanciamento social e a do uso obrigatório de máscara em pacientes infetados, o governante preferiu oficializar a notícia em direto nas televisões. 

"Espera um pouco que vou afastar aqui pra vocês verem a minha cara. Estou bem. Tranquilo. Graças a Deus" disse momentos depois de ter comunicado o resultado o teste aos jornalistas que se encontravam no Palácio da Alvorada. 

 

 

"Os que criticaram não tem problema, podem continuar criticando à vontade, afinal a liberdade de expressão, nós a preservamos e entendemos como um dos pilares da nossa democracia", disparou antes de pedir aos idosos para tomarem mais cuidado. Bolsonaro ainda disse para os idosos tomarem mais cuidado e reiretou que os jovens podem ficar tranquilos" caso sejam infectados. "Pra vocês a possibilidade de algo mais grave é próximo de zero", minimizou. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Brasil declara "desobediência civil" contra Bolsonaro
Isolado, em confrontos com os governadores do país, Jair Bolsonaro mantém que o "Brasil não pode parar". Nas favelas, há recolher obrigatório "por bem ou por mal". Os traficantes dizem que "se o governo não tem capacidade de dar um jeito, o crime organizado resolve".