Escolha as suas informações

Berlim, Paris e Londres enviam mensagem a Trump

Berlim, Paris e Londres enviam mensagem a Trump

Foto: AFP
Mundo 29.04.2018

Berlim, Paris e Londres enviam mensagem a Trump

"Não às taxas comerciais ou a Europa irá defender-se", defenderam Merkel, Macron e May, segundo nota divulgada pelo Executivo alemão. E os três líderes defendem o acordo nuclear com o Irão.

Angela Merkel, Emmanuel Macron e Theresa May, líderes de Alemanha, França e Reino Unido, estabeleceram conversa telefónica da qual resultaram mensagens dirigidas ao presidente norte-americano, Donald Trump.

Segunda nota divulgada por uma porta-voz do Executivo de Merkel, dois temas foram essenciais: por um lado, a ideia de rejeitar as taxas comerciais que Trump irá impor a importações a partir do início de maio; por outro, a necessidade de defesa do acordo nuclear com o Irão.

"O diálogo reafirma a determinação dos países da União Europeia na defesa dos seus interesses e que, caso seja estabelecida alguma medida contra a Europa, esta irá defenderse no quadro das regras multilaterais do comércio", lê-se na nota da porta-voz.

Recorde-se que, no passado mês de março, os EUA passaram a aplicar taxas de 25% sobre o aço e de 10% sobre o alumínio, indicando Trump na altura que a medida tinha em vista sobretudo as importações da China e adiando para 1 de maio eventuais medidas em relação à União Europeia. 

Merkel, Maccron e May também se referiram ao acordo nuclear com o Irão como "a melhor maneira de evitar o desenvolvimento do seu programa nuclear", mas, neste caso, embora defendam a manutenção do acordo, admitem alargá-lo aos mísseis iranianos e, deste modo, modificar o texto. Até ao dia 12 de maio, Trump deverá decidir se retira os Estados Unidos desse acordo. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Estados Unidos abandonam acordo nuclear com Irão
O Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou hoje que os Estados Unidos abandonam o acordo nuclear assinado entre o Irão e o grupo dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU mais a Alemanha.
US President Donald Trump signs a document reinstating sanctions against Iran after announcing the US withdrawal from the Iran Nuclear deal, in the Diplomatic Reception Room at the White House in Washington, DC, on May 8, 2018. / AFP PHOTO / Saul LOEB / ALTERNATIVE CROP