Escolha as suas informações

Bélgica. Um quarto dos comboios previsto para quarta-feira
Mundo 03.10.2022
Transportes

Bélgica. Um quarto dos comboios previsto para quarta-feira

Transportes

Bélgica. Um quarto dos comboios previsto para quarta-feira

Foto: Armand Wagner/Arquivo
Mundo 03.10.2022
Transportes

Bélgica. Um quarto dos comboios previsto para quarta-feira

Redação
Redação
As perturbações nos comboios belgas deverão fazer-se sentir a partir das 22h de terça-feira, segundo comunicado da empresa ferroviária do país.

Os serviços da Sociedade Nacional dos Caminhos de Ferro Belgas (SCNB) serão severamente reduzidos entre as 22h de terça-feira e quarta-feira, devendo retomar a normalidade na quinta-feira. O anúncio foi feito pela transportadora belga em comunicado enviado às redações esta segunda-feira


Túnel de Schieburg. "Quando o comboio desaparece, a aldeia parece que morre"
A circulação ferroviária no norte do Luxemburgo está cortada por causa do colapso parcial de um túnel perto de Kautenbach. Viagem pelas aldeias onde o comboio já não chega, para perceber como isso afeta a vida das pessoas.

Em causa está a greve anunciada pela frente comum sindical que envolve os trabalhadores da SCNB, mas também os da Infrabel, empresa responsável pelas cabines de sinalização da ferrovia. 

A ausência destes últimos impede o funcionamento seguro dos comboios. Em algumas províncias, como Namur e na província belga do Luxemburgo, não haverá pessoal para assegurar esta função, por isso o tráfego ferroviário será completamente parado.

Passageiros aconselhados a optar pelo teletrabalho

Noutras partes do país, em que as cabines estejam a funcionar, haverá comboios a circular, mas o serviço será garantido, no total, por um quarto dos comboios em relação à capacidade habitual da SCNB.

Além disso, só dois dos cinco comboios IC (intercidades), que ligam as principais cidades do país vão circular. Por outro lado, os comboios P, que asseguram as horas de ponta da manhã e da noite, dificilmente funcionarão. Algumas estações do país terão um serviço reduzido ou inexistente.


A primeira destas carruagens deverá ser posta em circulação no próximo ano
Veja como vão ser os futuros comboios do Luxemburgo
O novo equipamento foi apresentado ao público, esta terça-feira, na feira comercial InnoTrans, em Berlim.

A SNCB concebeu um serviço alternativo "nas províncias onde tal era possível", que irá disponibilizar a partir da manhã de terça-feira no website e na aplicação da empresa, assim como nas redes sociais Twitter e Facebook, e nos ecrãs e nos painéis das estações.

A empresa aconselha os passageiros a procurarem uma alternativa ao comboio ou a optarem pelo teletrabalho, se possível, para evitarem os transtornos causados pela greve.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas