Escolha as suas informações

Bélgica. Homem morre infetado com a nova variante da África do Sul da covid-19
Mundo 14.01.2021

Bélgica. Homem morre infetado com a nova variante da África do Sul da covid-19

Bélgica. Homem morre infetado com a nova variante da África do Sul da covid-19

Foto: AFP
Mundo 14.01.2021

Bélgica. Homem morre infetado com a nova variante da África do Sul da covid-19

Trata-se de um primeiro caso registado no País. Um doente da Flandres foi contagiado com esta nova estirpe mais contagiosa e acabou por falecer.

A notícia da chegada da nova variante sul africana à Bélgica foi dada pelo virologista Marc Van Ranst na sua conta do Twitter.

Trata-se do primeiro caso registado no país vizinho desta nova estirpe mais contagiosa do que o vírus original da covid-19. E que provocou a morte do doente, divulga a RTL belga. 

O paciente contagiado residia na Flandres ocidental e não tinha antecedentes conhecidos de viagens ao estrangeiro, vinca o virologista belga. Ou seja, não foi um caso importado pois o doente não viajou.

"A variante sul-africana é sem dúvida mais contagiosa", declarou Yves Van Laethem, outro virologista belga à RTL. "É isso que reportam os nossos colegas sul-africanos. Contudo, ainda está por precisar qual a contagiosidade exata" que esta variante pode gerar, assumiu este especialista. 

Também a variante britânica, com um poder de contágio cerca de 70% superior ao Sars-Cov-2 original, já se propagar pela Bélgica. Na quarta-feira foram registados oito casos de infeção por esta nova estripe do vírus da covid-19 descoberta no Reino Unido.


Seis casos da variante britânica detetados no Luxemburgo
O vírus, com o nome de B1.1.7, é 70% mais contagioso do que todas as outras estirpes em circulação.

Várias novas variantes a circular

Mais há mais novas variantes a circular pelo país vizinho. "Nove novas variantes mais contagiosas foram detetadas na Bélgica esta quarta-feira. Pela primeira vez, encontrámos uma variante B.1.351 ("Sul-africano") numa pessoa que não tinha viajado. Assim, um segundo tipo de variante está a circular na Bélgica", anunciou por seu turno o microbiologista Emmanuel André também através da sua conta no Twitter, ontem, quarta-feira.

"As outras oito variantes identificadas hoje são variantes B1.1.7 [a nova variante britânica], que foram detetadas pelos laboratórios da KUL (6), ULiège (1) e UGent (1)", acrescentou este especialista na sua mensagem, citado pela mesma televisão.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas