Escolha as suas informações

Autoridades suíças não descartam hipótese de terrorismo na morte de português
Mundo 15.09.2020

Autoridades suíças não descartam hipótese de terrorismo na morte de português

Autoridades suíças não descartam hipótese de terrorismo na morte de português

Foto: Shutterstock
Mundo 15.09.2020

Autoridades suíças não descartam hipótese de terrorismo na morte de português

A vítima, de 29 anos, foi esfaqueada mortalmente, no sábado à noite, enquanto aguardava na fila de um restaurante.

O Ministério Público suíço não descarta a hipótese de o homicídio de um emigrante português, no passado sábado, 12 de setembro, em Morges, poder ter sido um ataque terrorista.

A vítima, de 29 anos, foi esfaqueada mortalmente enquanto aguardava na fila de um restaurante, com a companheira. O atacante, desconhecido do português, fugiu de imediato, mas acabou por ser capturado poucas horas depois, pela polícia.

De acordo com a imprensa suíça, o suspeito do ataque, um homem de 27 anos, turco-suíço, já esteve envolvido noutros casos classificados no âmbito do terrorismo, estando referenciado pelos serviços secretos do país, desde 2017, segundo referiu o Ministério Público ao jornal La Cote. 

Ao 24 Heures, outra publicação, o organismo explicou que apesar de o contexto em que ocorreu o homicídio ainda estar por apurar, "um eventual motivo terrorista não pode ser excluído até este momento".

O mesmo jornal adianta, citando fontes próximas da investigação, que o atacante, que sofre de perturbações psicológicas e que esteve em prisão preventiva até julho, terá escolhido o alvo ao acaso e sem qualquer motivação concreta. 

Antes do homicídio terá estado também envolvido num incêndio de uma estação de serviço.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.