Escolha as suas informações

Atentado contra Emmanuel Macron. Dois detidos em Moselle
Mundo 16.11.2019

Atentado contra Emmanuel Macron. Dois detidos em Moselle

Atentado contra Emmanuel Macron. Dois detidos em Moselle

AFP
Mundo 16.11.2019

Atentado contra Emmanuel Macron. Dois detidos em Moselle

Dois suspeitos com ligações à extrema-direita detidos no âmbito de uma investigação sobre a preparação de um atentado contra o Presidente francês.

Os dois novos suspeitos na investigação de um atentado contra o chefe de Estado francês em novembro do ano passado foram apresentados a um juiz de instrução criminal esta sexta-feira. 

Os homens de 30 e 45 anos foram detidos na terça-feira, segundo a AFP. Acusados de "associação criminosa" e "terrorismo" vão ficar atrás das grades até serem julgados. Em causa as suspeitas de terem "participado em reuniões durante as quais foram discutidos planos de ação violenta, em particular contra o Presidente da República" no 11 de novembro do ano passado, nas comemorações do centenário do fim da Grande Guerra. 

Outros quatro homens com ligações à extrema-direita francesa já foram indiciados neste caso. Dois continuam em prisão preventiva, embora fonte ligada à defesa revele que as provas concretas sobre a preparação do atentado permaneçam vagas. 

Os suspeitos comunicariam através de uma página extremista no Facebook criada há um ano com o aparecimento dos coletes amarelos. "Parece que o Presidente da República era um alvo potencial para eles, mesmo que o projeto não tenha sido bem sucedido", disse Laurent Nunez, Secretário de Estado do Interior e ex-DGSI ainda em 2018.