Escolha as suas informações

Ataque em Trier. Polícia afasta motivações políticas ou raciais
Mundo 01.12.2020

Ataque em Trier. Polícia afasta motivações políticas ou raciais

Ataque em Trier. Polícia afasta motivações políticas ou raciais

AFP
Mundo 01.12.2020

Ataque em Trier. Polícia afasta motivações políticas ou raciais

Com 1,4 de álcool no sangue, o condutor terá um distúrbio mental, pelo que está descartada a hipótese de um ataque terrorista com motivações políticas ou religiosas.

De acordo com as conclusões iniciais da investigação, divulgadas ao fim da tarde desta terça-feira, as autoridades assumem que o acusado tem problemas psiquiátricos e confirmam que o alemão estava fortemente alcoolizado, antes de invadir a zona pedonal de Trier a alta velocidade. 

Fica portanto excluido qualquer motivação política ou religiosa no incidente que o Presidente da Câmara de Trier, Wolfram Leibe, disse tratar-se do "dia mais negro" desde o fim da Segunda Guerra Mundial na cidade.

Detido poucos segundos depois de ter conduzido o todo-o-terreno contra a multidão que circulava por volta das 14h, no centro de Trier, o condutor de 51 anos não tem residência nem endereço fixo. Nascido na cidade que se viu obrigada a isolar a área que vai da Porta Nigra à praça central, pelo menos até quarta-feira de manhã, estaria a dormir há vários dias no carro. 

O SUV Land Rover ter-lhe-à sido emprestado recentemente por um amigo, mas não são claras as circunstâncias que o levaram a pernoitar no veículo. 

Quem o conhecia menciona problemas psiquiátricos e problemas de adição e consumo excessivo de álcool. De resto, o homem terá sido sujeito ao teste do balão na sequência do atropelamento em série e acusou 1,4 de álcool no sangue. Para já mantêm-se sob custódia policial. 


 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas