Escolha as suas informações

Asselborn. Entre 20 a 30 pessoas do Luxemburgo ainda estão na Ucrânia
Mundo 24.02.2022 Do nosso arquivo online
Guerra

Asselborn. Entre 20 a 30 pessoas do Luxemburgo ainda estão na Ucrânia

Pessoas no metro de Kiev, Ucrânia, na manhã da invasão militar por parte da Rússia.
Guerra

Asselborn. Entre 20 a 30 pessoas do Luxemburgo ainda estão na Ucrânia

Pessoas no metro de Kiev, Ucrânia, na manhã da invasão militar por parte da Rússia.
AFP
Mundo 24.02.2022 Do nosso arquivo online
Guerra

Asselborn. Entre 20 a 30 pessoas do Luxemburgo ainda estão na Ucrânia

Susy MARTINS
Susy MARTINS
O Ministério dos Negócios Estrangeiros estima que entre 20 a 30 pessoas do Luxemburgo se encontram atualmente na Ucrânia. Uma informação avançada pelo ministro Jean Asselborn, esta tarde, no Parlamento.

Asselborn acrescenta que muitos destes luxemburgueses querem sair da Ucrânia e que o Grão-Ducado está a ver como fazer regressar estas pessoas para as suas famílias.

O chefe da diplomacia acrescenta ainda que o Luxemburgo “não vai recusar ninguém” e que vai fazer tudo o que está no seu alcance para repatriar estas pessoas.


Pessoas tentam sair de Kiev, Ucrânia.
"É genocídio levado a cabo por um maluco", diz presidente da Associação de Ucranianos em Portugal
"Putin escolheu os ucranianos como Hitler escolheu os judeus", afirma, usando a mesma comparação já citada pelo presidente ucraniano Volodymyr Zelensky.

O primeiro-ministro, Xavier Bettel condena “veementemente a agressão militar da Rússia”

Numa conferência de imprensa que ocorreu esta quinta-feira de manhã, após o exército russo ter dado início ao bombardeamento do território da Ucrânia, Bettel garante que a União Europeia e os Aliados estão a concertar-se para responder a este ataque à Ucrânia.  

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas