Escolha as suas informações

Ambiente. Gelo cor-de-rosa nos Alpes intriga cientistas
Mundo 09.07.2020

Ambiente. Gelo cor-de-rosa nos Alpes intriga cientistas

Ambiente. Gelo cor-de-rosa nos Alpes intriga cientistas

DR
Mundo 09.07.2020

Ambiente. Gelo cor-de-rosa nos Alpes intriga cientistas

Ana B. Carvalho
Ana B. Carvalho
O aparecimento de algas não só transforma a cor do gelo, como também acelera o seu derretimento.

O misterioso aparecimento de gelo glacial cor-de-rosa nos Alpes está a intrigar os cientistas em Itália. A alteração da cor é causada por algas que aceleram os efeitos das alterações climáticas, derretendo o gelo mais depressa.

Não há consenso sobre a origem das algas, mas Biagio Di Mauro do Conselho Nacional de Investigação de Itália, citado pelo The Guardian, disse que a neve rosa observada em partes do glaciar Presena é provavelmente causada pela mesma planta encontrada na Gronelândia.

Segundo o cientista que já tinha estudado previamente as algas no glaciar Morteratsch, na Suíça, "a alga não é perigosa, é um fenómeno natural que ocorre durante os períodos de Primavera e Verão nas latitudes médias mas também nos pólos".

Conhecida como Ancylonema nordenskioeldii, esta planta está presente na chamada Zona Escura da Gronelândia, onde o gelo também está a derreter.  

Normalmente o gelo reflete mais de 80% da radiação solar de volta para a atmosfera, mas à medida que as algas aparecem, escurecem o gelo para que este absorva o calor e derreta mais rapidamente.


Junho regista temperaturas mais elevadas do ano com valores anormais na Sibéria
Além dos valores globais é o "calor excecional" na Sibéria ártica que retém a atenção do serviço europeu.

À medida que o gelo derrete mais rapidamente, aparecem mais algas, dando-lhes água e ar vitais e adicionando tons vermelhos ao gelo branco no Passo gavia, a cerca de 2.618 metros de altitude.

"Tudo o que escurece a neve provoca o seu derretimento porque acelera a absorção da radiação", afirmou Di Mauro ao Guardian. "Estamos a tentar quantificar o efeito de outros fenómenos para além do humano no sobreaquecimento da Terra", explicou o especialista, observando que a presença de turistas e elevadores de desportos da neve também pode ter impacto nas algas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.