Escolha as suas informações

Alunos norte-americanos fazem 'covid parties' e primeiro infetado ganha prémio
Mundo 03.07.2020

Alunos norte-americanos fazem 'covid parties' e primeiro infetado ganha prémio

Alunos norte-americanos fazem 'covid parties' e primeiro infetado ganha prémio

Mundo 03.07.2020

Alunos norte-americanos fazem 'covid parties' e primeiro infetado ganha prémio

"Estão a fazê-lo intencionalmente", afirma a vereadora da cidade de Tuscaloosa, Sonya McKinstry.

Vários estudantes da cidade de Tuscaloosa, no Alabama, que foram diagnosticados com covid-19, participaram em festas, organizadas propositadamente, para ver quem, entre os presentes sem a doença, era o primeiro a contrair o vírus, relata a ABC News, de acordo com a vereadora da cidade, Sonya McKinstry.

"Põem dinheiro num frasco e tentam infetar-se. Quem se contagiar primeiro, recebe o frasco", denunciou. A governante local disse na quarta-feira que soube recentemente da existência destas festas, onde os organizadores convidam pessoas infetadas com coronavírus e foram realizadas tanto na cidade como nos seus arredores, informou a Câmara Municipal.

Por outro lado, o chefe dos bombeiros de Tuscaloosa, Randy Smith, confirmou os factos durante um briefing da Câmara Municipal. De acordo com Smith, estas festas têm sido realizadas nas últimas semanas.

"No início pensámos que era um rumor", afirmou Smith aos membros do conselho. "Fizemos alguma investigação. Não só os consultórios médicos o confirmaram como o estado confirmou que também tinham as mesmas informações", concluiu sem especificar o que está a ser feito para pôr fim a este tipo de eventos.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.