Escolha as suas informações

Alemanha quer proibir férias de ski até 10 de janeiro
Mundo 26.11.2020

Alemanha quer proibir férias de ski até 10 de janeiro

Alemanha quer proibir férias de ski até 10 de janeiro

Mundo 26.11.2020

Alemanha quer proibir férias de ski até 10 de janeiro

Teresa CAMARÃO
Teresa CAMARÃO
À margem das restrições impostas por Berlim, Angela Merkel quer que a UE proíba as férias de inverno. Apesar das estações de ski estarem encerradas, o país quer evitar deslocações desnecessárias à Áustria.

Este ano não há ski na Alemanha com todas as estâncias encerradas durante o Natal. O país decidiu alargar as restrições do confinamento parcial até ao fim do ano. 

Sem épocas festivas - pelo menos como o conhecemos - a chanceler alemã, Angela Merkel, quer esforços conjuntos para travar os impactos da pandemia na taxa de mortalidade germânica e pede a Bruxelas que proíba as viagens de ski, pelo menos até 10 de janeiro. 

É que ao contrário das estâncias da Baviera, as austríacas continuam a vender passes para as cadeirinhas que levam os desportistas ao cimo das pistas, desafiando a pretendida contenção que a Alemanha pede aos concidadãos. 

Numa altura em que as compras se fazem com acesso restrito aos espaços e que a restauração continua com trancas à porta, qualquer viagem considerada desnecessária deve ser evitada. 


Restrições até "20 de dezembro" na Alemanha
Com a exceção do Natal em vista, a Alemanha pretender manter o confinamento parcial até 20 de dezembro. Para já, decidiu que as reuniões familiares estão limitadas a 10 pessoas, embora Merkel mantenha as festas em aberto.

Com mais de 15 mil mortos e mais de 961 mil casos, o país que faz fronteira com o Grão-Ducado decidiu prolongar as restrições até 20 de dezembro. Ainda que admita levantá-las na época festiva, Merkel faz depender a decisão do comportamento dos residentes. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas