Escolha as suas informações

Alemanha prepara-se para greve da função pública
Mundo 03.11.2021 Do nosso arquivo online
Protesto

Alemanha prepara-se para greve da função pública

Protesto

Alemanha prepara-se para greve da função pública

Foto: Robert Michael/dpa
Mundo 03.11.2021 Do nosso arquivo online
Protesto

Alemanha prepara-se para greve da função pública

Ainda não foi anunciada uma data de início para a acção coletiva que afetará os diversos estados da Alemanha, com excepção de Hessen, durante o mês de novembro.

Os funcionários públicos da Alemanha estão a preparar-se para "atacar uma disputa salarial", informou o sindicato na terça-feira, citado pela agência AFP. A greve vai afetar os hospitais públicos ao mesmo tempo que surge um novo surto de covid-19 no país. 

Nas propostas estão um aumento salarial de 5% para os funcionários do setor público, ou um mínimo de 150 euros de aumento salarial mensal. Para os trabalhadores do setor da saúde, a reivindicação estende-se a um aumento mensal de 300 euros. 

"Aqueles que provocam greves, não devem ficar surpreendidos quando outros as organizam", disse Frank Werneke citado pela AFP, que dirige o sindicato Verdi que representa mais de 800.000 funcionários do setor público. 


Na Alemanha, 66,7% dos cidadãos têm a vacinação completa e não tem sido possível aumentar esta percentagem.
Alemanha quer reabrir centros de vacinação para administrar terceira dose
Na Alemanha, 66,7% dos cidadãos têm a vacinação completa e não tem sido possível aumentar esta percentagem.

Espera-se que as instituições de saúde sejam duramente atingidas pela paralisação, sendo que cerca de 4.500 camas em cuidados intensivos já se encontram atualmente fora de serviço devido a uma escassez aguda de pessoal médico. 

Werneke disse que o sindicato não teve outra alternativa senão aumentar a pressão, uma vez que o Estado se recusou até agora a fazer uma contraproposta às suas exigências. 

Do lado do Governo alemão, o negociador principal dos estados, Reinhold Hilbers, disse que não apresentará qualquer oferta enquanto o sindicato se recusar a concordar com uma reforma da tabela salarial. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.