Escolha as suas informações

Alemanha considera injustificável expulsão de diplomatas pela Rússia
Mundo 25.04.2022
Guerra na Ucrânia

Alemanha considera injustificável expulsão de diplomatas pela Rússia

Guerra na Ucrânia

Alemanha considera injustificável expulsão de diplomatas pela Rússia

Foto: AFP
Mundo 25.04.2022
Guerra na Ucrânia

Alemanha considera injustificável expulsão de diplomatas pela Rússia

Lusa
Lusa
O Governo de Berlim considerou hoje injustificável a expulsão de 40 diplomatas alemães da Rússia, comunicada esta segunda-feira por Moscovo.

"Os 40 membros das representações russas na Alemanha que nós expulsámos há três semanas não trabalharam um único dia ao serviço da diplomacia durante a sua permanência na Alemanha", disse a ministra dos Negócios Estrangeiros alemã, Annalena Baerbock, num comunicado.

Já em relação aos diplomatas alemães expulsos por Moscovo não há "absolutamente nada" a ser-lhes apontado, defendeu a ministra, considerando assim que a decisão russa "não se justifica de modo algum".

A Rússia anunciou hoje a expulsão de 40 diplomatas alemães, como medida de retaliação a uma decisão semelhante tomada pela Alemanha na sequência da guerra na Ucrânia.

O embaixador alemão em Moscovo, convocado hoje pelo Governo da Rússia, recebeu a informação de que "40 funcionários das missões diplomáticas alemãs na Rússia foram declarados ‘persona non grata’", segundo indicou a diplomacia russa em um comunicado de imprensa.

"Resposta simétrica"​ a uma decisão semelhante e "abertamente hostil" 

O comunicado salienta que se trata de uma “resposta simétrica"​ a uma decisão semelhante e "abertamente hostil" do governo alemão, tomada em 4 de abril.

A ministra do Negócios Estrangeiros da Alemanha afirmou hoje que os diplomatas russos expulsos por Berlim "agiram durante anos e de forma sistemática" contra a liberdade e a coesão da sociedade alemã.

"A sua ação também ameaçou aqueles que aqui procuraram proteção, não podíamos continuar a tolerá-la e também não a toleraremos no futuro", disse Baerbock.

"Com as expulsões de hoje, a Rússia continua a prejudicar-se a si própria", acrescentou.

Nas últimas semanas, muitos países europeus, incluindo Alemanha, França, Itália e Espanha, expulsaram dezenas de diplomatas russos.

Moscovo prometeu responder a cada uma dessas medidas e, entretanto, já expulsou da Rússia dezenas de diplomatas ocidentais.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas