Escolha as suas informações

Afeganistão. Meninas regressam à escola em Herat, após tomada de poder dos talibãs
Mundo 18.08.2021
Direitos das mulheres

Afeganistão. Meninas regressam à escola em Herat, após tomada de poder dos talibãs

Herat, Afeganistão
Direitos das mulheres

Afeganistão. Meninas regressam à escola em Herat, após tomada de poder dos talibãs

Herat, Afeganistão
AFP
Mundo 18.08.2021
Direitos das mulheres

Afeganistão. Meninas regressam à escola em Herat, após tomada de poder dos talibãs

AFP
AFP
Sinal de mudança dos tempos? Uma escola para raparigas na cidade de Herat, no oeste do Afeganistão, parece voltar ao normal, apenas dias após os talibãs terem assumido o controlo do país.

A cena poderia parecer impossível noutros tempos, mas esta pode ser uma nova fase na vida sob o domínio talibã, no Afeganistão. Dezeenas de meninas voltam à escola, em Herat, apenas dias após a tomada da cidade pelos talibãs, testemunhou a AFP.

"Queremos fazer progressos como outros países. E esperamos que os talibãs mantenham a segurança. Não queremos guerra, queremos paz no nosso país", disse um dos estudantes, Roqia. Perto da fronteira iraniana, 150 km a oeste, Herat sempre foi uma cidade bastante cosmopolita no Afeganistão, conhecida pela sua arte e poesia, em comparação com outras regiões mais conservadoras. 

Mulheres e raparigas andaram pelas ruas mais livremente do que noutros lugares e frequentaram a escola em maior número. No entanto, o futuro permanece incerto para as mulheres de Herat, apesar destes pequenos passos como voltar às aulas. A diretora da escola, Basira Basiratkha, está otimista mas cautelosa, agradecendo a Deus ter conseguido reabrir a escola tão rapidamente. 

Herat
Herat
AFP

Na primeira conferência de imprensa dos Talibãs em Cabul, na terça-feira, um dos seus porta-vozes, Zabihullah Mujahid, disse que tinha aprendido com a primeira investida no poder e que haveria "muitas diferenças" na forma como governavam, embora em termos de ideologia e crenças "não haja diferença". 


Em Barcelona, catalães pedem ao Governo que receba mulheres e crianças afegãs, em risco com o regresso dos talibãs ao poder.
Afeganistão. Véu será obrigatório para as mulheres, mas burca não
Os talibãs tomaram o poder no Afeganistão este domingo, voltando a assumir os destinos do país vinte anos depois da ocupação dos EUA, na sequência os ataques do 11 de setembro.

Em relação às mulheres, segundo anunciado pelos talibãs, já não deverão ser obrigadas a usar burca, uma vez que existem outros véus.  

"A burca não é o único hijab (véu) que pode ser usado, existem diferentes tipos de hijab que não se limitam à burca", afirmou Suhail Shaheen, porta-voz do gabinete político do grupo em Doha, à televisão Sky News da Grã-Bretanha.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas