Escolha as suas informações

Abdelhamid Abaaoud: Cérebro dos atentados de Paris foi morto na operação policial de Saint-Denis
Mundo 19.11.2015 Do nosso arquivo online

Abdelhamid Abaaoud: Cérebro dos atentados de Paris foi morto na operação policial de Saint-Denis

Abdelhamid Abaaoud: Cérebro dos atentados de Paris foi morto na operação policial de Saint-Denis

afp
Mundo 19.11.2015 Do nosso arquivo online

Abdelhamid Abaaoud: Cérebro dos atentados de Paris foi morto na operação policial de Saint-Denis

O corpo do presumível “cérebro” dos atentados de 13 de Novembro em Paris, Abdelhamid Abaaoud, foi identificado entre os dois mortos na operação policial de quarta-feira em Saint-Denis, anunciou esta tarde, cerca das 13h30, a Procuradoria de Paris.

O corpo do presumível “cérebro” dos atentados de 13 de Novembro em Paris, Abdelhamid Abaaoud, foi identificado entre os dois mortos na operação policial de quarta-feira em Saint-Denis, anunciou esta tarde, cerca das 13h30, a Procuradoria de Paris.

“Abdelhamid Abaaoud foi formalmente identificado como tendo sido morto na operação” naquele subúrbio a norte de Paris, lê-se num comunicado da procuradoria.

Segundo o procurador de Paris, "o corpo do terrorista estava crivado de balas e foi identificado graças às suas impressões digitais". A Bélgica já enviou amostras de ADN de Abaaoud para que a polícia francesa confirmasse que se trata bem do terrorista.

O Washington Post já tinha avançado ontem com esta notícia, citando duas fontes das secretas francesas.

Não se sabe ainda se o segundo terrorista morto pela polícia em Saint-Denis é Salah Abdeslam, o cérebro operacional dos ataques de Paris.


Notícias relacionadas

Paris/Atentados: Procuradoria de Paris diz que cérebro dos atentados não foi detido
O alegado cérebro dos atentados de Paris, Abdelhamid Abaaoud, não se encontrava entre os oito indivíduos detidos quarta-feira em Paris, disse o procurador de Paris, François Molins. No entanto, o Washington Post contradiz o procurador e noticía que Abaaoud foi morto durante a intervenção policial, citando duas fontes das secretas francesas.
An undated photograph of a man described as Abdelhamid Abaaoud that was published in the Islamic State's online magazine Dabiq and posted on a social media website.  A Belgian national currently in Syria and believed to be one of Islamic State's most active operators is suspected of being behind Friday's attacks in Paris, acccording to a source close to the French investigation. "He appears to be the brains behind several planned attacks in Europe," the source told Reuters of Abdelhamid Abaaoud, adding he was investigators' best lead as the person likely behind the killing of at least 129 people in Paris on Friday. According to RTL Radio, Abaaoud is a 27-year-old from the Molenbeek suburb of Brussels, home to other members of the militant Islamist cell suspected of having carried out the attacks.  REUTERS/Social Media Website via Reuters TVATTENTION EDITORS - THIS PICTURE WAS PROVIDED BY A THIRD PARTY. REUTERS IS UNABLE TO INDEPENDENTLY VERIFY THE AUTHENTICITY, CONTENT, LOCATION OR DATE OF THIS IMAGE. FOR EDITORIAL USE ONLY. NOT FOR SALE FOR MARKETING OR ADVERTISING CAMPAIGNS. FOR EDITORIAL USE ONLY. THIS PICTURE WAS PROCESSED BY REUTERS TO ENHANCE QUALITY.       TPX IMAGES OF THE DAY
Atentados em Paris: Salah Abdeslam é o homem mais procurado do momento
Ao quinto dia após os piores atentados em França, a polícia ainda não sabe explicar por que razão Salah Abdeslam não se explodiu. Medo de morrer? A família, originária de Marrocos, diz que não sabe. O irmão, Brahim Abdeslam, fez-se explodir no Boulevard Voltaire. Um outro irmão, Mohamed, garante que desconhece a localização do irmão Salah.
Abdeslam Salah, 26 anos, nasceu na Bélgica, mas tem nacionalidade francesa. Vivia em Molenbeek, em Bruxelas. Terá coordenado a parte logística dos atentados