Escolha as suas informações

A nova arma secreta dos Gilets Jaunes (coletes amarelos) contra Macron

A nova arma secreta dos Gilets Jaunes (coletes amarelos) contra Macron

Foto: DR
Mundo 06.12.2018

A nova arma secreta dos Gilets Jaunes (coletes amarelos) contra Macron

A atriz Pamela Anderson, famosa pela sua participação na série televisiva Baywatch tem justificado na sua conta de Twitter a violência dos protestos em França, devido à muito maior violência, por parte dos poderosos, que está sujeito o povo francês.

A atriz escreveu na segunda-feira sobre a "violência estrutural" das elites francesas, quase citando a célebre frase do dramaturgo  Bertolt Brecht , quando apontava que toda a gente fala que um rio é violento, mas que ninguém vê as margens que o comprimem.

Na sua conta das redes sociais a atriz de origem de nacionalidade canadiana não foi branda: "Eu desprezo a violência... mas o que representa a violência dessa gente [os coletes amarelos], estas viaturas luxuosas queimadas, em comparação à violência estrutural das elites francesas e mundiais?".

Dias depois, Pamela Anderson congratulou-se com a polémica que as suas declarações provocaram nas redes sociais e justificou que em vez das pessoas ficarem hipnotizadas com as imagens de violência deviam perceber as razões que estão por detrás desta explosão e protesto social: "Os coletes amarelos são um movimento social contra o estado das coisas. São uma revolta que há anos que estava a crescer em França. Um revolta de gente comum contra um sistema político que - como em muitos países ocidentais - opõem-se contra as elites que desprezam os seus concidadãos".

Nos últimos dias, a atriz, conhecida pelos seus dotes esculturais e corridas de fato de banho, tem repetido que Salvini e Macron são duas faces da mesma moeda: que a xenofobia de um está ligado às políticas a favor dos poderosos do outro.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas