Escolha as suas informações

Xavier Bettel testa positivo à covid-19 embora já tenha a primeira dose da vacina
Luxemburgo 11 2 min. 27.06.2021
Pandemia

Xavier Bettel testa positivo à covid-19 embora já tenha a primeira dose da vacina

Pandemia

Xavier Bettel testa positivo à covid-19 embora já tenha a primeira dose da vacina

AFP
Luxemburgo 11 2 min. 27.06.2021
Pandemia

Xavier Bettel testa positivo à covid-19 embora já tenha a primeira dose da vacina

Redação
Redação
O primeiro-ministro acusou positivo em dois testes realizados este domingo, informou o Ministério de Estado. Xavier Bettel recebeu a primeira dose da vacina a 6 de maio, que oferece apenas uma "proteção parcial".

"Na sequência de um auto-teste realizado hoje que se revelou positivo, o primeiro-ministro, Ministro de Estado, Xavier Bettel, colocou-se em auto-isolamento esta manhã, de acordo com as disposições estabelecidas pela Direcção de Saúde", informa o Ministério de Estado num comunicado de imprensa divulgado esta tarde. 

Após o primeiro resultado, o chefe de estado realizou "um teste PCR que confirmou" a infeção pelo novo coronavírus, adianta o comunicado esclarecendo que o governante vai estar em isolamento "por um período de 10 dias". 

Xavier Bettel que "sofre atualmente de sintomas ligeiros (febre, dores de cabeça) e continuará a desempenhar as suas funções através do teletrabalho", adianta o Ministério de Estado.

O primeiro-ministro recebeu a primeira dose da vacina da AstraZeneca, no passado dia 6 de maio, e iria agora tomar a segunda dose na próxima quinta-feira, avança o L'Essentiel. A segunda dose da vacina deveria ser dada a 1 de julho, de acordo com uma fonte do Governo.


Fotos. Bettel já recebeu a primeira dose da vacina contra a covid-19
Bettel foi um dos voluntários da campanha lançada aos residentes entre os 30 e os 54 anos para receber a vacina da AstraZeneca.

Xavier Bettel, de 48 anos, participou na reunião do Conselho Europeu dos 26 governantes da UE, em Bruxelas na quinta-feira e sexta-feira passada. Contudo, nenhum dos restantes líderes é tido como contacto próximo do primeiro-ministro luxemburguês, noticia a RTl 5 minutes, citando uma fonte do Ministério de Estado.

"Nenhum chefe de estado ou de Governo está na lista de contatos próximos do primeiro-ministro" declarou a referia fonte à RTL. O chefe de estado "respeitou todos os gestos barreira", durante a cimeira de dois dias em Bruxelas, assegurou a mesma fonte do Ministério de Estado.

Veja as imagens de Bettel na cimeira de Bruxelas.

Primeira dose oferece proteção parcial

"Cerca de duas semanas após a primeira dose de vacina, a resposta imunitária inicial proporciona uma proteção parcial contra a infeção", informa o Ministério da Saúde luxemburguês na seção FAQ Vacinas. "No entanto, somente duas semanas após a segunda dose de vacina é que a resposta imunitária é completa e a proteção contra a infeção está otimizada", esclarece esta seção. 

 "Tal como com outras vacinas, a vacina covid-19 não oferece 100% de proteção, mesmo após a segunda vacinação. Ainda é possível a pessoa ser infetada", consta ainda na informação do Ministério. "A vacinação ajudará a reduzir os sintomas da doença. É importante continuar a seguir medidas de barreira para evitar o maior número possível de infeções", avisa.

Nas informações da Direção Geral de Saúde em Portugal esclarecem especificamente os procedimentos a seguir por quem já recebeu a primeira dose da vacina e foi infetado posteriormente. "As pessoas que iniciaram a vacinação contra a covid-19 com uma vacina com esquema de duas doses e que são diagnosticadas com infeção por SARS-CoV-2 após a primeira dose, devem ser vacinadas com uma dose da mesma vacina, após 6 meses da notificação da infeção", informa a Direção Geral da Saúde portuguesa.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A toma da segunda dose da vacina anticovid pelo primeiro-ministro gerou interrogações. Isto, porque para quem já esteve infetado com o vírus a recomendação é de uma dose única. As explicações.