Escolha as suas informações

Xavier Bettel compara Portugal à Grécia e avisa que Governo tem de respeitar regras da UE
Luxemburgo 13.11.2015

Xavier Bettel compara Portugal à Grécia e avisa que Governo tem de respeitar regras da UE

O primeiro-ministro do Luxemburgo com Angela Merkel, à chegada à cimeira euro-africana sobre migrações, em Malta

Xavier Bettel compara Portugal à Grécia e avisa que Governo tem de respeitar regras da UE

O primeiro-ministro do Luxemburgo com Angela Merkel, à chegada à cimeira euro-africana sobre migrações, em Malta
Foto: Reuters
Luxemburgo 13.11.2015

Xavier Bettel compara Portugal à Grécia e avisa que Governo tem de respeitar regras da UE

O primeiro-ministro do Luxemburgo comparou a situação em Portugal à Grécia e avisou que "a maioria encontrada" em Portugal para formar Governo tem de respeitar as regras da União Europeia.

O primeiro-ministro do Luxemburgo comparou a situação em Portugal à Grécia e avisou que "a maioria encontrada" em Portugal para formar Governo tem de respeitar as regras da União Europeia.

As declarações foram feitas na quinta-feira à SIC, durante a reunião informal de chefes de Estado e de Governo da União Europeia que se seguiu à cimeira euro-africana sobre migrações, em Malta, e juntou líderes de mais de 60 países.

Bem disposto, Xavier Bettel falou em português à jornalista da SIC, desejando "boa tarde a todos os amigos portugueses", mas deixou um aviso.

"Não podemos mudar as regras só porque o Governo mudou", disse à SIC o primeiro-ministro do Luxemburgo, comparando a "viragem à esquerda" de Portugal com a situação na Grécia.

"Algumas pessoas pensaram que com a chegada de Alexis Tsipras, na Grécia, todas as regras mudariam. Temos de negociar, temos de encontrar compromissos, porque as regras que existem há vinte anos não vão mudar só porque um novo Governo foi eleito. Se em Portugal encontraram uma maioria [para formar Governo], tem de ser uma maioria a favor de todos os portugueses, do país e de uma boa colaboração com a União Europeia", defendeu Xavier Bettel.

O primeiro-ministro luxemburguês é o líder do partido que ficou em terceiro lugar nas últimas legislativas, um caso que faz lembrar a situação portuguesa.

Em 2013, Juncker venceu as eleições com 33,6% dos votos e 23 deputados, mas não conseguiu formar Governo com nenhum dos outros partidos. O Partido Democrático de Xavier Bettel ficou em terceiro lugar, com 18% dos votos e 13 eleitos, mas seria o líder do DP a ser indigitado primeiro-ministro do executivo de coligação formado com os socialistas do LSAP (que ficaram em segundo) e os Verdes (em quarto).


Notícias relacionadas

Antiga secretária de Estado das Comunidades: “Governo tem de reconstituir uma máquina de apoio aos portugueses no estrangeiro”
“O Governo português deve reconstituir a Secretaria de Estado da Emigração” para dar resposta aos problemas dos emigrantes, como os novos casos de exploração de portugueses na construção. A antiga secretária de Estado da Emigração e das Comunidades, Manuela Aguiar, esteve no Luxemburgo e defende que o Governo deve ter uma política virada para os portugueses que emigram, mas também para os que regressam.
Manuela Aguiar