Escolha as suas informações

VIH/Sida: Cerca de 20% dos infetados não sabem que têm o vírus
Luxemburgo 28.06.2017 Do nosso arquivo online

VIH/Sida: Cerca de 20% dos infetados não sabem que têm o vírus

VIH/Sida: Cerca de 20% dos infetados não sabem que têm o vírus

Foto: Shutterstock
Luxemburgo 28.06.2017 Do nosso arquivo online

VIH/Sida: Cerca de 20% dos infetados não sabem que têm o vírus

Há mais de mil pessoas no Luxemburgo que vivem com o Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) e estima-se que 20% desconhece que são portadoras do vírus da Sida.

Há mais de mil pessoas no Luxemburgo que vivem com o Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) e estima-se que 20% desconhece que são portadoras do vírus da Sida. Não sabem porque nunca fizeram o teste e sem diagnóstico não há tratamento anti-retroviral, e sem essa terapia não há contenção do vírus.

Além disso, sem a despistagem há um risco acrescido de propagação do vírus, uma vez que a pessoa infetada pode não tomar as medidas de proteção adequadas para impedir a transmissão do VIH/Sida, se não tiver consciência do risco.

No Luxemburgo, as relações heterossexuais continuam a ser a principal via de transmissão do vírus. No ano passado houve 98 novos casos diagnosticados (73 homens e 25 mulheres).

Os dados são divulgados no âmbito desta Semana Nacional de Despistagem do VIH/Sida. Até sexta-feira, o teste, que consiste em análises sanguíneas, é gratuito e anónimo nos laboratórios do país (Forges du Sud, KettelThill e Labos Réunis).

Tal como no resto do ano, essas análises também podem ser feitas, gratuitamente e sob anonimato, no Centro Hospitalar Emile Marisch, em Esch-sur-Alzette, nos centros hospitalares do Luxemburgo e de Ettelbruck e no Laboratório Nacional de Saúde.

A Semana Nacional da Despistagem do VIH é promovida, pelo terceiro ano consecutivo, pelo serviço de aconselhamento VIH da Cruz Vermelha (HIV Berodung) com a colaboração do Ministério da Saúde.


Notícias relacionadas