Escolha as suas informações

Verdes questionam Governo sobre oferta de emprego da ADEM para 'stripper' e acompanhante
Luxemburgo 2 min. 09.05.2022
Trabalho

Verdes questionam Governo sobre oferta de emprego da ADEM para 'stripper' e acompanhante

Imagem de arquivo
Trabalho

Verdes questionam Governo sobre oferta de emprego da ADEM para 'stripper' e acompanhante

Imagem de arquivo
Foto: DR
Luxemburgo 2 min. 09.05.2022
Trabalho

Verdes questionam Governo sobre oferta de emprego da ADEM para 'stripper' e acompanhante

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
Em causa está uma convocatória da ADEM enviada a candidato licenciado em pedagogia da dança para trabalho como "dançarino, stripper e acompanhante" em discoteca no centro do país. Desempregados que não respondam a ofertas da agência podem ficar sem subsídio.

O partido Os Verdes pediu esclarecimentos ao ministro do Trabalho, Emprego e Economia, Georges Engel, sobre uma oferta de emprego para stripper e acompanhante publicada pela ADEM.

Segundo a descrição da oferta de emprego, que seria para uma discoteca de Ingeldorf, procuravam-se candidatos ou candidatas para o trabalho de "dançarino, stripper e acompanhante".

Na passada quinta-feira, 5 de maio, os deputados d'Os Verdes questionaram o Governo sobre quais as práticas seguidas pela agência na seleção dos anúncios de emprego publicados pela ADEM aos quais os desempregados são obrigados a responder sob pena de perderem o subsídio a que têm direito.

Nas redes sociais, circulou uma fotografia de uma mensagem de convocatória (com a data 4 de maio de 2022) convidando uma pessoa registada na ADEM a candidatar-se a uma oferta de emprego como "dançarino, stripper e acompanhante" (m/f)". 


As áreas com mais ofertas de emprego no Luxemburgo
Restauração, informática, secretariado e contabilidade entre as áreas mais procuradas pelos empregadores em fevereiro.

Segundo os deputados, a pessoa que recebeu a convocatória é licenciada em pedagogia da dança e expressou a sua indignação por ser convocada para este tipo de oferta de trabalho. 

Os membros d'Os Verdes lembram  que "todos os inscritos na ADEM são obrigados a responder às ofertas de emprego da ADEM". "Em caso de incumprimento desta obrigação, a ADEM pode impor diferentes tipos de sanções."

Quando recebem notificações da agência para responder a uma oferta, os candidatos a emprego têm de provar que contactaram os potenciais empregadores, caso contrário, podem mesmo ver os seus subsídios de desemprego cortados ou deixar de receber outras ofertas de emprego. 

O anúncio em causa foi publicado pela ADEM num quadro de anúncios de empregos na RTL, em dezembro de 2021, mas a oferta ainda estava online pelo menos até ao mês passado, segundo refere o Luxembourg Times.

https://web.archive.org/web/20220410073424/https://5minutes.rtl.lu/emploi/category/L?page=0&order=date
https://web.archive.org/web/20220410073424/https://5minutes.rtl.lu/emploi/category/L?page=0&order=date

Na questão parlamentar, enviada na quinta-feira, Os Verdes questionam o ministro do Trabalho se a convocatória é verdadeira e, caso seja, se a oferta em causa está de acordo com o "ponto 4 do artigo L.521-3 do Código do Trabalho e do Regulamento Grão-Ducal de 25 de Agosto de 1983", que, entre outras normas, regulam as atribuições dos subsídios de desemprego. 

Como contestar ofertas de trabalho inadequadas?

Os deputados querem também saber como é que a ADEM operacionaliza os critérios que definem um trabalho como adequado, na correspondência das vagas de emprego com os perfis dos candidatos, e quais as sanções previstas no caso de o candidato não aceitar a referida oferta de trabalho, exemplificando com casos comparáveis. 


Número de inscritos na ADEM não era tão baixo desde 2018
A taxa de desemprego no Luxemburgo manteve-se nos 4,9% em fevereiro, a mais baixa em 13 anos.

Além disso, os deputados pretendem que o ministro do Trabalho responda ainda sobre quais são as possibilidades de recurso de que os candidatos dispõem para contestar uma convocatória "considerada inapropriada" e se não considera adequado que essas notificações informem a pessoa registada na ADEM não apenas das suas obrigações, "mas também dos seus direitos, incluindo possíveis vias de reclamação e recurso".

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A taxa de desemprego diminuiu novamente em agosto, fixando-se agora nos 5,5%. No mesmo mês, a ADEM registou um novo recorde de ofertas de trabalho, com as áreas das finanças e da contabilidade a dominarem as vagas.