Escolha as suas informações

Vacinas AstraZeneca para voluntários a partir da próxima semana
Luxemburgo 21.04.2021

Vacinas AstraZeneca para voluntários a partir da próxima semana

Xavier Bettel e Paulette Lenert

Vacinas AstraZeneca para voluntários a partir da próxima semana

Xavier Bettel e Paulette Lenert
Foto:Guy Jallay/Luxemburger Wort
Luxemburgo 21.04.2021

Vacinas AstraZeneca para voluntários a partir da próxima semana

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
As vacinas de voluntários, entre 30 e 54 anos, para a toma da vacina AstraZeneca começam a partir do fim da próxima semana. A garantia foi dada pelo primeiro-ministro, Xavier Bettel, na conferência de imprensa desta tarde.

O Executivo criou um novo site, o Impfen.lu disponível a partir das 18h desta quarta-feira,  exclusivamente para as inscrições. Os primeiros inscritos serão os primeiros a ser vacinados, acrescentou Xavier Bettel. 

O Governo mudou recentemente a estratégia de vacinação com a AstraZeneca, passando a ser voluntária entre os 30 e os 54 anos. Quem não for voluntário, poderá ainda receber a vacina da AstraZeneca, mas só se tiver mais de 55 anos.

Quanto à taxa de pessoas que recusaram as vacinas AstraZeneca, o primeiro-ministro referiu que varia entre 2,4% e 5%. Atualmente o país efetua cerca de mil vacinas diárias, mas Xavier Bettel refere que "é possível vacinar mais pessoas a partir de hoje porque a Pfizer entregou mais doses esta segunda-feira".

O governante divulgou ainda que a 'fase 5' da campanha de vacinação vai terminar no fim da próxima semana e até essa altura deverá ser esclarecido como será organizado o sistema de vacinação com as restantes vacinas.


De volta ao trabalho, ministra da Saúde diz que "aprendeu a estabelecer limites"
De regresso ao trabalho desde 19 de abril, a ministra da Saúde diz "sentir-se melhor" depois de uma indisposição a 23 de março que a afastou do cargo político durante mais de três semanas.

De volta ao trabalho, a ministra da Saúde, Paulette Lenert, disse na conferência de imprensa estar "muito contente" com o seu regresso, depois de três semanas de descanso. 

A governante lembrou que a hipótese de uma terceira vaga tornou-se uma realidade, mas que a a atual situação sanitária é mais estável no Luxemburgo.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas