Escolha as suas informações

Vacinação começa dia 28 dezembro para pessoas prioritárias
Luxemburgo 21.12.2020

Vacinação começa dia 28 dezembro para pessoas prioritárias

Xavier Bettel e Paulette Lenert

Vacinação começa dia 28 dezembro para pessoas prioritárias

Xavier Bettel e Paulette Lenert
Foto: Anouk Antony/Luxemburger Wort
Luxemburgo 21.12.2020

Vacinação começa dia 28 dezembro para pessoas prioritárias

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
O primeiro-ministro anunciou que a vacina da Pfizer foi autorizada esta segunda-feira. Primeiro, os profissionais de saúde e, logo em seguida, os idosos.

Entre 28 dezembro e 29 a vacinação irão começar a ser feita na sala Vitor Hugo. "A Agência Europeia do Medicamento deu hoje luz verde à vacina desenvolvida pela Pfizer-BioNTech. Se tudo correr bem, o primeiro dia de vacinação no Luxemburgo será 28 de dezembro, na sala Victor Hugo, em Limpertsberg. Tal como previsto, os primeiros a serem vacinados são os profissionais de saúde. No dia 30 de dezembro, a campanha de vacinação poderá ser alargada aos lares", disse Xavier Bettel.  

Os hospitais já estão a organizar-se e a contactar os médicos para voluntariamente receber a vacina a partir de dia 29 dezembro.  A partir de dia 30 começam a ser vacinados também os outros profissionais de saúde.

O primeiro-ministro não pode ainda dizer quantas pessoas serão vacinadas por semana, tudo depende das entregas da doses, mas em janeiro  tudo está previsto para que as pessoas mais idosas comecem também a ser vacinadas, haverá unidades móveis a ir ao lares para a vacinação.  


É oficial. Recolher obrigatório às 21h e tudo encerrado à exceção das lojas de bens essenciais
Confinamento mais duro e recolher obrigatório a partir das 21h00, a entrar em vigor no dia 26 de dezembro.

A ministra da Saúde já tinha anunciado que irá haver uma campanha de informação sobre as vacinas anti-covid para que os residentes do Grão-Ducado tenham "confiança" e aceitem ser imunizados. "A estratégia de vacinação será um desafio", reconheceu a ministra da Saúde Paulette Lenert. 

"Vamos informar as pessoas para que tenham confiança e se vacinem”, declarou a ministra assumindo que tal será "um desafio". "As pessoas devem participar, a solidariedade é importante", vincou a ministra numa anterior conferência de imprensa referindo-se à luta de todos contra a covid-19.  

A ministra da Saúde não sabe ainda quando chegarão as outras vacinas como a da Moderna, que deve ter aprovação para distribuição em janeiro.  

 Bettel lembra ainda que as vacinas como a Pfizer e a Moderna precisam de duas doses, por pessoa, por isso, "não é em 15 dias que se vai vacinar toda a população".  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas