Escolha as suas informações

Vacina da Johnson pode imunizar mais de 275 mil pessoas no Luxemburgo
Luxemburgo 2 min. 11.03.2021

Vacina da Johnson pode imunizar mais de 275 mil pessoas no Luxemburgo

Vacina da Johnson pode imunizar mais de 275 mil pessoas no Luxemburgo

AFP
Luxemburgo 2 min. 11.03.2021

Vacina da Johnson pode imunizar mais de 275 mil pessoas no Luxemburgo

O Luxemburgo deverá receber 276.156 doses da única vacina que é tomada de uma só vez.

A campanha de vacinação no Grão-Ducado pode ganhar um novo impulso, depois da Agência Europeia do Medicamento (EMA) ter dado luz verde à vacina dos laboratórios belgas da Johnson & Johnson. De acordo com os contratos elaborados com a Comissão Europeia, o Luxemburgo deverá receber 276.156 doses do único fármaco que pode ser administrada numa única dose.  

Para já não há qualquer data indicativa da chegada da vacina ao país. De resto, o próprio Comissário Europeu, Thierry Breton, responsável pelo da UE sobre vacinas, anunciou que contactaria a Johnson & Johnson depois do regulador europeu do medicamento ter comunicado a sua decisão.  

AFP

Tudo o que se sabe nesta fase é que a União Europeia (UE) espera que a distribuição de todas as vacinas seja acelerada no fim deste segundo trimestre, podendo atingir 100 milhões de doses por mês, numa duplicação das encomendas que chegaram até aqui. 

 O que é que Johnson & Johnson tem? 

Fácil de armazenar e exigindo apenas uma dose, o produto promete revolucionar os planos de vacinação a nível planetário. Dispensando as temperaturas abaixo de zero, as vacinas da Jonhson & Johnson podem ser armazenadas num simples frigorífico e podem ser facilmente distribuídas tanto em hospitais como em farmácias, cabendo ao Governo e à Direção de Saúde a decisão de alargar os distribuidores no terreno. 

AFP

Além disso, pela lógica, o facto desta vacina exigir apenas uma toma - em vez de duas para os outros soros validados - deverá permitir imunizar um maior número de pessoas num curto espaço de tempo. Mais uma vez, a população está refém da produção e distribuição em grande escala. 

Metas (im)prováveis 

Bruxelas mantém a ambição de vacinar 70% da população adulta da União Europeia até ao verão, acenando até com o levantamento de grande parte das restrições que se aplicam e se agravam com a propagação das novas estirpes da covid-19, nomeadamente as mais infecciosas britânica, a sul-africana e a brasileira. 

Depois da Pfizer no final de dezembro, da Moderna no início de 2021 e da AstraZeneca no final de janeiro, a Johnson & Johnson. 

Nos próximos meses outras três vacinas podem entrar no circuito dos estados membros da UE, já que as chinesas Novavax, CureVac e a russa Sputnik V estão na fila para aprovação da Agência Europeia do Medicamento. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

UE adquire mais 100 milhões doses da vacina da Pfizer-BioNTech
Bruxelas havia adquirido 200 milhões de doses desta vacina, que contava que fossem administradas até setembro de 2021, tendo agora decidido reservar mais 100 milhões de doses, mesmo contando dispor muito em breve de outras vacinas contra a covid-19, dado ter uma ampla carteira de potenciais vacinas.