Escolha as suas informações

Vacina covid-19. Governo com "total confiança" na Agência Europeia do Medicamento
Luxemburgo 09.12.2020 Do nosso arquivo online

Vacina covid-19. Governo com "total confiança" na Agência Europeia do Medicamento

Vacina covid-19. Governo com "total confiança" na Agência Europeia do Medicamento

Foto: SIP
Luxemburgo 09.12.2020 Do nosso arquivo online

Vacina covid-19. Governo com "total confiança" na Agência Europeia do Medicamento

Diana ALVES
Diana ALVES
Vacina não será obrigatória no Luxemburgo, mas o Executivo espera que os cidadãos confiem no medicamento e se vacinem.

O Governo demonstrou "total confiança" na Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla em inglês), entidade responsável pela autorização dos medicamentos e vacinas que entram no mercado da União Europeia. Numa mensagem vídeo divulgada nas redes sociais sobre a vacinação contra a covid-19, a ministra da Saúde, Paulette Lenert, frisa que a eficácia do medicamento é a prioridade do Governo, acrescentando que a agência europeia "dispõe das competências necessárias para avaliar" a segurança dos novos medicamentos e garantir os respetivos controlos.

Como acontece com todos os fármacos, a vacina contra o novo coronavírus só entrará no mercado nacional depois da aprovação da EMA. No vídeo, Lenert aproveita para lembrar que a vacina não será obrigatória no país, mas sublinha que o Executivo espera que os cidadãos confiem na vacina e se vacinem. "Quantas mais pessoas o fizerem, mais depressa sairemos desta situação", diz a ministra no vídeo. 

Lenert destaca ainda a importância das vacinas no geral, sobretudo em casos como o da covid-19, em que não há medicamentos específicos para tratar a doença. Embora a vacina seja motivo de esperança para muitos, a ministra pede especial atenção e vigilância nesta fase, "em que faz frio lá fora e o vírus está muito ativo".  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas