Escolha as suas informações

Universidade do Luxemburgo vai ter um mestrado ‘sobre o espaço’
Luxemburgo 2 min. 19.02.2019

Universidade do Luxemburgo vai ter um mestrado ‘sobre o espaço’

Universidade do Luxemburgo vai ter um mestrado ‘sobre o espaço’

Foto: NASA/Ricky Arnold/AFP
Luxemburgo 2 min. 19.02.2019

Universidade do Luxemburgo vai ter um mestrado ‘sobre o espaço’

Diana ALVES
Diana ALVES
O Luxemburgo continua a apostar no desenvolvimento da indústria aeroespacial.

Depois de se ter tornado o primeiro país europeu a criar um enquadramento jurídico, que permite a exploração comercial dos recursos naturais do espaço e de lançar a Agência Espacial Luxemburguesa, agora é a vez de a Universidade do Luxemburgo apoiar a estratégia do Governo. A universidade luxemburguesa anunciou que vai abrir um novo mestrado consagrado à engenharia aeroespacial. O “Interdisciplinary Space Master” começa a receber os primeiros estudantes no início do próximo ano letivo. 

Segundo uma nota divulgada no site da instituição, trata-se de um programa interdisciplinar que visa “dar aos estudantes as competências de engenharia exigidas na indústria aeroespacial, bem como conhecimentos aprofundados para gerir atividades ligadas ao espaço”.

As cadeiras do mestrado vão abordar temas como engenharia dos sistemas espaciais, operações espaciais, utilização dos recursos naturais do espaço, exploração dos dados espaciais, sistemas de comunicação por satélite e robótica. A ideia é que, no final do programa, os participantes estejam prontos para entrar no mercado, dispondo dos conhecimentos técnicos e das “bases comerciais jurídicas e financeiras necessárias para criar, desenvolver e apoiar as agências espaciais existentes”, acrescenta a instituição.

De acordo com o reitor da instituição, Stéphane Pallage, citado na mesma nota, a universidade pretende desta forma “responder à necessidade crescente de uma indústria que precisa de mão-de-obra qualificada que contribua para a sua expansão”.

O projeto conta com o apoio do Ministério da Economia, da Agência Espacial Luxemburguesa e de outros parceiros industriais e vem reforçar os objetivos do Governo no sentido de transformar o país em polo europeu da exploração comercial do espaço. Algumas empresas que apoiam o novo programa da universidade irão oferecer aos estudantes estágios.

Luxemburgo acolheu 20 empresas da área aeroespacial nos últimos três anos

Vinte empresas da área aeroespacial instalaram-se no Luxemburgo em apenas três anos.

Segundo dados revelados pelo ministro da Economia, na apresentação do novo mestrado da universidade luxemburguesa, o setor aeroespacial luxemburguês está "em pleno crescimento", contabilizando já 50 entidades privadas, públicas e académicas. 

Graças à criação do quadro legal sobre a exploração e utilização comercial dos recursos espaciais, cerca de duas dezenas de empresas desta área optaram por fixar-se no Luxemburgo nos últimos três anos. Segundo Étienne Schneider, o interesse dos investidores deverá permitir a expansão da indústria nos próximos anos.


Exploração de recursos no espaço pode gerar 170 mil milhões
Um estudo da Agência Espacial de Luxemburgo prevê uma receita de até 170 mil milhões de euros gerada pela exploração dos recursos naturais no espaço durante os próximos 30 anos.

Recorde-se que, segundo um estudo da Agência Espacial Luxemburguesa sobre o impacto da indústria aeroespacial, divulgado no final do ano passado, a utilização dos recursos naturais do espaço poderá render 170 mil milhões de euros nos próximos 30 anos.


Notícias relacionadas

Luxemburgo já está no Espaço
O Luxemburgo inaugura hoje uma nova etapa na história do país: uma agência dedicada à exploração do Espaço. O projeto tem como objetivo apoiar o desenvolvimento económico da indústria espacial.