Escolha as suas informações

Um casal com dois filhos precisa de 4.213 euros por mês para viver “decentemente”
Luxemburgo 17.10.2019 Do nosso arquivo online

Um casal com dois filhos precisa de 4.213 euros por mês para viver “decentemente”

Um casal com dois filhos precisa de 4.213 euros por mês para viver “decentemente”

Photo: Shutterstock
Luxemburgo 17.10.2019 Do nosso arquivo online

Um casal com dois filhos precisa de 4.213 euros por mês para viver “decentemente”

Diana ALVES
Diana ALVES
A maior fatia do rendimento destina-se à habitação.

Um casal com dois filhos precisa, em média, de 4.213 euros por mês para poder viver decentemente no Luxemburgo. O cálculo é do Instituto Nacional de Estatística (STATEC) e aparece na nova edição do relatório “Trabalho e Coesão Social”, publicado à margem deste Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza.

Sem surpresas, a maior fatia dessa verba destina-se à habitação. No caso de uma família com dois filhos, são precisos, em média, cerca de 1.650 euros só para pagar a casa. A segunda maior despesa diz respeito à alimentação, que ronda os mil euros, ao passo que em terceiro lugar aparecem as atividades sociais, avaliadas em 550 euros.

Já se se tratar de um adulto a viver sozinho, as contas do STATEC indicam que o rendimento mensal mínimo para possibilitar uma vida decente tem de ser de 2.110 euros, sendo que mais de metade desse montante vai para a renda ou prestação da casa. De acordo com o gabinete de estatística, um adulto a morar sozinho, para viver decentemente, precisa de pelo menos 600 euros para gastar em alimentação.

Se tomarmos como exemplo o de um casal sem filhos, o rendimento mensal necessário é de 2.912 euros.

O STATEC sublinha que mesmo que os agregados disponham destes rendimentos, que lhe permitem atingir um nível de vida “decente”, não os podem “gerir livremente”. Isto porque, explica, têm de fazer face às chamadas despesas fixas. Setenta por cento desses gastos dizem respeito às rendas, a outras despesas ligadas à habitação e ao pagamento de empréstimos.  


Notícias relacionadas