Escolha as suas informações

Último dia de visita a Cabo Verde: Tolerância de ponto em S. Antão na despedida do Grão-Duque
Luxemburgo 32 2 min. 13.03.2015

Último dia de visita a Cabo Verde: Tolerância de ponto em S. Antão na despedida do Grão-Duque

O último dia de visita oficial do Grão-Duque a Cabo Verde, esta quinta feira, ficou marcado pela assinatura do 4° PIC e pela tolerância de ponto na câmara municipal de Ribeira Grande, em S. Antão, para a despedida do Grão-Duque.

O último dia de visita oficial do Grão-Duque a Cabo Verde, esta quinta-feira, ficou marcado pela assinatura do 4° PIC e pela tolerância de ponto na câmara municipal de Ribeira Grande, em S. Antão, para a despedida do Grão-Duque.

Um mar de gente aguardava o Grão-Duque em frente aos paços do concelho de Ribeira Grande, em Ponta do Sol, local onde foi assinado o 4° Programa Indicativo da Cooperação, no valor de 45 milhões de euros.

À chegada do soberano, mais um banho de multidão desta vez em Ponta do Sol, depois da calorosa recepção na quarta-feira em Mindelo (S. Vicente) e em Porto Novo (S. Antão).

Depois da assinatura do documento, seguiu-se outro banho de multidão, desta feita na avenida do Luxemburgo, na localidade de Ribeira Grande.

Em jeito de agradecimento à população da ilha, o Grão-Duque lembrou o contributo que os filhos da terra têm dado ao Luxemburgo.

"Toda a cooperação começou aqui em S. Antão, de onde muitas pessoas partiram para o Luxemburgo. Todos eles contribuíram para o desenvolvimento da economia do nosso país. Com isso, é normal que sejamos nós também a ajudar Cabo Verde. Nesse sentido, vim a S. Antão juntamente com o Presidente de Cabo Verde para ver o que foi feito pela cooperação. Mas vi também muitas pessoas que vivem e viveram no Luxemburgo. Foi simpático poder falar com elas", disse o Grão-Duque esta quinta-feira em resposta ao CONTACTO.

"O Grão-Duque apreciou a visita. Foi bem recebido pelas autoridades e pela população. Tanto em S. Vicente como em S. Antão, vimos manifestações espontâneas. Ele ficou impressionado e sensibilizado", disse o Presidente cabo-verdiano Jorge Carlos Fonseca ao CONTACTO, agradecendo também o trabalho dos insulares no Grão-ducado.

"Esta visita é também o reconhecimento do trabalho que os cabo-verdianos fazem no Luxemburgo. Eles são verdadeiros embaixadores do nosso país e vai uma palavra de amizade e solidariedade do mais alto magistrado da nação, o Presidente".

Sobre o futuro da cooperação entre os dois países, o Presidente espera que possa "intensificar-se".

"Esta visita é o ponto mais elevado deste relacionamento que é muito bom. Certamente que a cooperação vai intensificar-se e atingir níveis ainda mais elevados", disse Jorge Carlos Fonseca ao CONTACTO, salientando o "bom relacionamento pessoal e de amizade entre os dois chefes de Estado" antes de se despedir do Grão-Duque.

Com uma intensa agenda, a visita de três dias da delegação luxemburguesa a Cabo Verde terminou às 17h, com honras militares, no aeroporto Cesária Évora, em Mindelo.

Henrique de Burgo




Notícias relacionadas

Na Cidade Velha: Grão-Duque canta "Sodade"
Foi o momento do dia. O Grão-Duque cantou esta manhã a conhecida música cabo-verdiana "Sodade", celebrizada por Cesária Évora, durante a visita cultural à Cidade Velha, na ilha de Santiago.
O Grão-Duque acompanhou o ministro cabo-verdiano da Cultura, Mário Lúcio, na conhecida música "Sodade"