Escolha as suas informações

Trinta e nove empresas da construção civil foram sancionadas durante férias coletivas
Luxemburgo 20.09.2019

Trinta e nove empresas da construção civil foram sancionadas durante férias coletivas

Trinta e nove empresas da construção civil foram sancionadas durante férias coletivas

Foto:Guy Jallay
Luxemburgo 20.09.2019

Trinta e nove empresas da construção civil foram sancionadas durante férias coletivas

Susy TEIXEIRA MARTINS
Susy TEIXEIRA MARTINS
Em termos de segurança e saúde no trabalho, a maioria das infrações constatadas dizem respeito aos riscos de queda, devido à altura e a andaimes que não cumpriam as normas.

A Inspeção do Trabalho e das Minas (ITM) encerrou vários estaleiros durante o período de férias coletivas, entre 26 de julho e 18 de agosto, no âmbito de uma grande operação que envolveu 93 estaleiros de 178 empresas.

Em cinco casos, os estaleiros foram fechados porque as empresas não tinham autorização para trabalhar durante as férias coletivas.

A ITM informa, em comunicado, que outros 14 estaleiros foram encerrados depois de detetadas diferentes infrações em matéria de segurança e de saúde no trabalho.

Foram ainda pronunciadas três paragens de trabalho de empresas por haver “perigo iminente e grave para a saúde e segurança dos trabalhadores”.

Os inspetores deram ainda conta de uma empresa que estava a empregar dois trabalhadores oriundos de países terceiros, que não tinham autorização de trabalho.

Em termos de segurança e saúde no trabalho, a maioria das infrações constatadas dizem respeito aos riscos de queda, devido à altura e a andaimes que não cumpriam as normas.


Notícias relacionadas