Escolha as suas informações

Trânsito: N11 recebe o primeiro radar no Luxemburgo
Luxemburgo 8 02.12.2015 Do nosso arquivo online

Trânsito: N11 recebe o primeiro radar no Luxemburgo

Luxemburgo 8 02.12.2015 Do nosso arquivo online

Trânsito: N11 recebe o primeiro radar no Luxemburgo

O primeiro radar do Luxemburgo já está instalado na estrada nacional 11 na direcção de Echternach. Os radares vão começar a funcionar em 2016.

O primeiro radar do luxemburgo já está instalado na estrada nacional 11 na direcção de Echternach. Os radares vão começar a funcionar em 2016.

O novo sispositivo de controlo de velocidade está instalado na N11 entre Waldhof e Gonderange, onde em Setembro se registou um acidente com três vítimas mortais, incluindo um jovem luso-descendente.



Até Abril de 2016 o Luxemburgo terá a funcionar 20 radares fixos. Os primeiros vão começar a funcionar já em Fevereiro.


Quando o automóvel excede a velocidade autorizada no troço em questão, os dispositivos disparam, tirando uma fotografia do condutor no momento da infracção, de forma a poder identificar o prevaricador. 

Os condutores recebem a multa em casa e têm 45 dias para reclamar.

Excesso de velocidade na origem de maioria de acidentes mortais

O excesso de velocidade constitui a maior causa de acidentes no Luxemburgo, recordou o ministro.

"Em 2014, 48% dos acidentes com vítimas mortais foram provocados por velocidade excessiva e 55% dos pontos retirados da carta de condução foram-no devido ao excesso de velocidade", garante o ministro das Infra.estruturas  Bausch.

Cada quilómetro/hora de excesso de velocidade aumenta em 4 a 5% o risco de acidentes, apontou ainda o ministro.

Em França, a introdução de radares de controlo de velocidade reduziu drasticamente o número de mortos na estrada, de 8 mil mortes em 2002, o ano em que o Governo francês aprovou a instalação de radares, para 3.263 em 2013, segundo dados divulgados pela Segurança Rodoviária do Luxemburgo.

"Em França, os radares permitiram salvar cerca de 30 mil vidas" nos últimos dez anos, sublinham os responsáveis da Segurança Rodoviária.


Notícias relacionadas