Escolha as suas informações

Transfronteiriços. Preço dos transportes baixa quase para metade a partir de 2020
Luxemburgo 2 min. 02.12.2019

Transfronteiriços. Preço dos transportes baixa quase para metade a partir de 2020

Transfronteiriços. Preço dos transportes baixa quase para metade a partir de 2020

Foto: Luxemburger Wort
Luxemburgo 2 min. 02.12.2019

Transfronteiriços. Preço dos transportes baixa quase para metade a partir de 2020

Catarina OSÓRIO
Catarina OSÓRIO
As tarifas refletem a gratuitidade dos transportes públicos no Grão-Ducado a partir de 1 de março de 2020.

Os preços dos transportes públicos para os transfronteiriços a partir de março de 2020 vão baixar quase para metade em algumas modalidades. As novas tarifas foram anunciadas hoje pelos caminhos de ferro luxemburgueses (CFL) e refletem a gratuitidade dos transportes no Grão-Ducado, a partir de março de 2020.

No caso dos autocarros, para ambas as zonas "RegioZone 1" e "RegioZone 2", as tarifas aplicam-se desde a primeira paragem fora do Luxemburgo e/ou vice-versa. 

Foto: CFL

Por exemplo, na modalidade "RegioZone 1" um bilhete simples (duas horas) custará 3 euros em vez dos atuais 5 euros. Já o bilhete do dia passará a custar 5 euros. Também o passe mensal passará a custar 40 euros (menos de metade dos atuais 85 euros). 

Na modalidade "RegioZone 2" um bilhete simples (duas horas) custará 5 euros em vez dos atuais 9 euros. Já o bilhete do dia passará a custar 9 euros. Também o passe mensal nesta zona irá ter um custo de 85 euros. 

Por sua vez, o preço do passe de estudante transfronteiriço ("Studentepass Regio"), que é anual, não sofrerá alterações: 130 euros na "RegioZone 1" e 200 euros para a "RegioZone 2".

No caso dos comboios, os preços dos passes mensais e anuais também foram revistos em baixa pela CFL. 

Por exemplo, um bilhete entre Luxemburgo-Arlon (via Sterpenich) em, segunda classe custará 4,80 euros. Se optar pela via Athus o preço será de 6,60 euros. 

Já o passe mensal para o trajeto Luxemburgo-Arlon (via Sterpenich), em segunda classe, terá um custo de 53 euros. Já no mesmo trajeto via Athus o custo será de 72 euros.

Para o trajeto Luxemburgo-Messancy os bilhetes mensais irão custar 86 euros (via Sterpenich) e 39,5 euros (via Athus). 

Para os trabalhadores que habitam/trabalham em França, o trajeto Luxemburgo-Thionville (em segunda classe) passará a custar 45,4 euros por mês, enquanto que os que se deslocam entre Metz e o Grão-Ducado irão desembolsar 100,5 euros. 

A CFL acrescenta também que os transportes serão gratuitos no Luxemburgo a partir de 1 de março para todos os passageiros que viajam em segunda classe. Desta forma as tarifas de primeira classe manter-se-ão inalteradas.  

A entidade esclarece ainda que nenhum reembolso é feito para uma assinatura cuja validade exceda 29 de fevereiro de 2020. Os novos tarifários podem ser consultados na íntegra no site da CFL.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas