Escolha as suas informações

Tragédia no mercado de Natal. Morte de criança continua a ser investigada
Luxemburgo 24.02.2020 Do nosso arquivo online

Tragédia no mercado de Natal. Morte de criança continua a ser investigada

Tragédia no mercado de Natal. Morte de criança continua a ser investigada

Foto: Gerry Huberty
Luxemburgo 24.02.2020 Do nosso arquivo online

Tragédia no mercado de Natal. Morte de criança continua a ser investigada

Sophie HERMES
Sophie HERMES
Em novembro do ano passado, um menino de dois anos perdeu a vida no mercado de Natal da Place Guillaume II. Passado três meses, a investigação para apurar as causas do incidente ainda está em curso.

No ano passado, os mercados de Natal na capital estavam abertos há apenas alguns dias, quando ocorreu um trágico incidente: perto da pista de gelo na Place Guillaume II, uma escultura de gelo de 2,5 metros caiu e um dos seus blocos, com cerca de 700 kg, atingiu uma criança de dois anos. Apesar da resposta rápida no local, o menino acabou por perder a vida na ambulância, a caminho do hospital. Imediatamente após o incidente, foi iniciada uma investigação por homicídio involuntário, envolvendo várias pessoas que se encontravam no local.


Queda de escultura de gelo causa a morte de uma criança
A queda do bloco de gelo aconteceu ontem à noite no mercado de Natal na praça Guillaume II no centro da cidade do Luxemburgo.

Questionado pelo Luxembuger Wort (LW), o Ministério Público confirmou que, três meses depois deste incidente fatal, a investigação para apurar as suas causas ainda está em curso. Estão a ser analisados todos os cenários possíveis: desde o projeto, à concepção ou defeitos dos materiais, até à influência direta de terceiros.

A escultura só tinha sido concebida e erguida na tarde de 24 de novembro, três horas antes do incidente, que ocorreu por volta das 20h00. A instalação tratava-se de uma "escultura participativa", ou seja, a pessoa podia sentar-se em cima dela. 

Imagem da estátua de gelo partida, após o incidente
Imagem da estátua de gelo partida, após o incidente
Foto: Anouk Antony

Segundo um especialista em design de gelo, em declarações ao LW, este incidente não deveria ter acontecido - uma escultura tão alta devia conseguir aguentar-se de pé em segurança, sem tombar. O especialista acredita assim que deve ter havido um erro na sua construção. Por sua vez, o autor da escultura rejeitou todas as acusações. "Tecnicamente falando, a escultura não devia ter caído", disse no dia seguinte ao incidente, defendendo que “só uma intervenção humana” poderia ter originado o fatídico acontecimento: "Alguém empurrou a estátua". 


“Escultura não pode ter caído sozinha”
O bloco de gelo que caiu devia pesar cerca de 700 quilos.

Até ao momento, as causas do incidente continuam por apurar e vão ser divulgadas quando a investigação do Ministério Público chegar ao fim. O menino luxemburguês, de origem kosovar, foi sepultado em Krstec.