Escolha as suas informações

Trabalhadores transfronteiriços podem ser vacinados em agosto
Luxemburgo 26.06.2021 Do nosso arquivo online
Covid-19

Trabalhadores transfronteiriços podem ser vacinados em agosto

Covid-19

Trabalhadores transfronteiriços podem ser vacinados em agosto

Foto:dpa
Luxemburgo 26.06.2021 Do nosso arquivo online
Covid-19

Trabalhadores transfronteiriços podem ser vacinados em agosto

Jean-Michel HENNEBERT
Jean-Michel HENNEBERT
Se o actual ritmo de vacinação se mantiver, os trabalhadores fronteiriços poderão ser convidados a ser vacinados em Agosto pelo governo.

 Embora o Luxemburgo tenha acabado de iniciar a fase final do seu plano para convidar os residentes com 18 anos a receber uma injecção no início de Julho, está a surgir a hipótese de alargar a campanha aos trabalhadores transfronteiriços que residem na Alemanha, Bélgica e França. 

Para ultrapassar a pandemia o mais rapidamente possível, o Luxemburgo está a contar com uma vacinação massiva e rápida. Para começar a aposta é na  população residente, depois avança para os seus trabalhadores fronteiriços. Embora a ideia tenha sido mencionada em Dezembro passado por Xavier Bettel , a sua intenção era apenas limitar a vacinação aos profissionais de saúde que vivem fora das fronteiras do país, para criar um "escudo sanitário". 

O Luxemburgo na linha da frente da vacinação 

Com 1,15 doses administradas diariamente por cada 100 habitantes, o Grão-Ducado está no pódio dos países mais activos da UE, logo atrás da Bélgica e da Holanda, de acordo com dados publicados no domingo pelo ministro flamengo da saúde. Excepto que seis meses depois, a probabilidade de alargar a campanha de vacinação a alemães, belgas e franceses que trabalham noutros sectores parece ser "realista", de acordo com o Ministério da Saúde. Baseando-se "na estratégia de vacinação adoptada pelo governo" que prevê que a vacinação será oferecida aos trabalhadores fronteiriços "logo que a fase 6 esteja concluída", Recorde-se que o primeiro-ministro avançou, em meados de Junho, "dois cenários". 

Pode ler a notíca aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Sem "influência direta" no mercado e na chegada das vacinas ao Grão-Ducado, o Governo admite que "ainda não é possível apontar uma data" para a imunização de, pelo menos, 70% dos residentes. A Universidade do Luxemburgo diz que é possível fazê-lo em três meses. Basta que 2.700 pessoas sejam vacinadas por dia.
Lokales, Impfzentrum Esch Belval, maison des matériaux, Gebäude Nord Foto: Luxemburger Wort/Anouk Antony