Escolha as suas informações

Tornado deixa 14 feridos no Luxemburgo
Luxemburgo 10.08.2019

Tornado deixa 14 feridos no Luxemburgo

Tornado deixa 14 feridos no Luxemburgo

Foto: Claude Piscitelli
Luxemburgo 10.08.2019

Tornado deixa 14 feridos no Luxemburgo

O governo e o Alto-Comissariado da Proteção Nacional fazem o balanço provisório do rasto de destruição deixado pela intempérie de sexta-feira. Governo alerta para as ventanias previstas para hoje e divulga números de telefone para as pessoas poderem saber o que aconteceu às suas casas.

Durante a noite, o ministro Dan Kersh, em substituição da ministra do Interior, Taina Bofferding , visitou as zonas mais afetadas pela intempérie. O ministro e os elementos da célula de crise avaliaram no local as medidas que foram tomadas e a coordenação do pessoal que procedia ao rescaldo e socorro nas zonas sinistradas. 

Às 2.30 da manhã, o balanço feito pelo governo, em comunicado, dava conta de 14 feridos, dois dos quais tinham ficado hospitalizados.

Em Pétange, uma trintena de casas tinha ficado com os tetos destruídos, e mais 50 habitações apresentavam importantes estragos. Em Kaerjeng, mais de 100 casas apresentavam estragos, cerca de 30 das quais tinham ficado sem teto.   

A linha de alta tensão estava em risco de ceder, pela queda de vários postes; o tráfico ferroviário entre Pétange e a cidade de Luxemburgo, por Dippach, foi preventivamente interrompido nos dois sentidos. A polícia estabeleceu um perímetro de segurança em torno do Cactus Bascharage. Os estabelecimentos comerciais das redondezas não serão acessíveis antes de serem restabelecidas as condições de segurança. 

Considerando as fortes ventanias que estão anunciadas para sábado, as autoridades apela para que a população não vá aos locais mais afetados de modo a evitar qualquer acidente.

O comunicado do governo recorda que as pessoas nos sítios afectados têm de respeitar as indicações das forças da ordem.

Mais de 200 bombeiros voluntários e profissionais, assim como 40 polícias, participaram até agora nas operações de socorro. 

Existe uma linha de telefone para as pessoas afetadas ou que queiram saber novidades sobre o sucedido: 8002 8080. A partir do estrangeiro pede-se para ligar ao 00352 4977 1 9147.


.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.