Escolha as suas informações

Teste rápido certificado continua a ser válido no aeroporto do Findel
Luxemburgo 21.10.2021
Covid-19

Teste rápido certificado continua a ser válido no aeroporto do Findel

Covid-19

Teste rápido certificado continua a ser válido no aeroporto do Findel

Foto: John Schmit
Luxemburgo 21.10.2021
Covid-19

Teste rápido certificado continua a ser válido no aeroporto do Findel

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
Quem chegar ao Luxemburgo por via aérea continua a ser obrigado a apresentar um de três documentos do CovidCheck. Mas há uma ligeira alteração.

O Governo prolongou até 18 de dezembro as atuais medidas sanitárias em vigor no aeroporto do Findel. Apesar de os testes rápidos não certificados por um profissional da saúde (os chamados autotestes), deixarem de ser aceites em restaurantes e empresas que aplicarem o CovidCheck a partir de 1 de novembro, os testes rápidos de antigénio certificados continuam a ser válidos para viajar de avião.

Os ministérios dos Negócios Estrangeiros e Saúde esclarecem em comunicado conjunto que há, no entanto, uma mudança. As regras passam a vigorar para os cidadãos a partir dos 12 anos e dois meses, em vez de a partir dos 12 anos. Este alargamento passa a contar assim com o prazo para a toma das duas doses de uma vacina covid-19. 

Quem chegar ao Luxemburgo por via aérea continua a ser obrigado a apresentar um de três documentos do CovidCheck: certificado de vacinação completa, certificado de recuperação da covid-19 com prazo de seis meses ou teste PCR ou antigénio certificado com resultado negativo.


CovidCheck generalizado, ajuntamentos. O que muda a partir de 19 de outubro
A partir de agora, as crianças a partir de 12 anos e 2 meses devem apresentar o CovidCheck para aceder a eventos que adiram ao regime 'vacinado, recuperado ou testado'.

O teste pode ser PCR feito até 72 horas antes do embarque ou antigénio com prazo de 48 horas antes do voo. Qualquer um dos documentos pode ser apresentado em formato digital ou em papel e, se necessário, traduzido numa das línguas administrativas do Luxemburgo (luxemburguês, alemão ou francês), em inglês, português, italiano ou espanhol. A medida está inserida na nova 'lei covid', que vigora entre 19 de outubro e 18 de dezembro.

Diferente desta realidade, no setor do desporto os autotestes deixaram de ser aceites a partir de 19 de outubro, dia da entrada em vigor da nova lei. Uma situação pouco ou nada divulgada pelo Governo que apanhou a própria Federação Luxemburguesa de Futebol de surpresa e que resultou no cancelamento dos jogos da jornada desta semana.


FLF anula todos os jogos de futebol previstos para os próximos dias
Federação considera que não houve tempo para adaptar à nova 'lei covid' uma vez que os autotestes deixaram de ser válidos a 19 de outubro para o setor, ao contrário da Horeca e empresas.

Impedidos de recorrer aos autotestes, os jogadores não vacinados não podiam entrar em campo. Ainda não foi anunciada a retoma dos campeonatos nacionais de futebol. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas