Escolha as suas informações

Breves Luxemburgo 28.05.2019

Termómetros poderão chegar aos 28°C no fim de semana

Segundo o Meteolux, o próximo fim de semana convida a banhos. 

Se ainda continua indeciso com o que vestir diariamente, manhãs frias e tardes quentes, no próximo fim de semana não haverá motivos para indecisões. Segundo as previsões do instituto de meteorologia luxemburguês, Meteolux, as temperaturas chegam quase aos 30 graus no sábado e domingo. 

Para esta quarta, quinta e sexta-feira as máximas vão subir progressivamente atingindo mesmo os 23 graus na sexta. Mas no sábado e domingo sobem ainda mais. No sábado prevê-se que os termómetros registem entre 24 e 26 graus de máximo, sendo que no domingo poderaão mesmo chegar aos 28. 

As temperaturas mínimas vão também subir progressivamente nos próximos dias. Para esta quarta e quinta-feira ainda não ultrapassam os 8 graus durante a manhã e noite, sendo que a partir de sexta sobem  até aos 14 graus. 

Recentemente a equipa do site meteorológico português BestWeather elaborou as previsões para o Luxemburgo e Portugal.  No geral, o verão do Luxemburgo irá ser mais quente do que o habitual. No geral, as temperaturas serão mais altas, mas, ao mesmo tempo, em junho e julho vai chover mais do que o normal.

Consulte aqui as previsões para os próximos dias. 

Breves Luxemburgo por Redação Hoje às 08:57

Incêndio em Eppeldorf mobiliza oito quartéis de bombeiros

Um incêndio numa habitação na terça-feira à tarde em Eppeldorf mobilizou várias unidades dos bombeiros grão-ducais. 

Oito quartéis de bombeiros foram mobilizados na terça-feira à tarde na para combater um incêndio que deflagrou em Eppeldorf. Segundo o boletim diário do CGDIS as chamas começaram por volta das 17 horas numa residência e mobilizaram várias unidades:  Ermsdorf, Medernach, Beaufort, Bettendorf, Diekirch, Consdorf, Junglinster e Colmar-Berg. 

O incidente não provocou feridos. No boletim informativo, os bombeiros dão ainda conta de outros dois incêndios na terça-feira à noite em Belvaux e Esch, também sem registo de feridos.

Breves Economia por Henrique DE BURGO 20.10.2020

Michel Reckinger nomeado novo presidente da União das Empresas Luxemburguesas

O conselho de administração da União das Empresas Luxemburguesas (UEL) nomeou Michel Reckinger como novo presidente. 

Michel Reckinger, que é atualmente presidente da Federação dos Artesãos, deverá tomar posse no dia 1 de janeiro, substituindo Nicolas Buck, que decidiu não renovar o seu mandato. 

Segundo revelou a UEL esta segunda-feira em comunicado, o presidente  cessante vai dedicar-se a tempo inteiro ao seu papel de empresário. A UEL representa os empregadores do setor privado e os seus membros são responsáveis por 80% dos empregos e geram 85% do PIB do Luxemburgo.  

Breves Luxemburgo por Diana ALVES 19.10.2020

Jean Asselborn em visita de trabalho a Portugal

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean Asselborn, efetua esta terça-feira, 20 de outubro, uma visita de trabalho a Portugal.

Segundo uma nota do Ministério dos Negócios Estrangeiros português, o chefe da diplomacia luxemburguesa reúne-se com o homólogo português, Augusto Santos Silva, em Lisboa a  20 de outubro. "A reunião de trabalho passará em revista as relações entre os dois países e temas da agenda europeia, como o Fundo de Recuperação e o Próximo Quadro Financeiro Plurianual 2021-2027, a Presidência Portuguesa da União Europeia, o Novo Pacto de Migrações e Asilo ou a Vizinhança Sul", pode ler-se na curta nota do Governo português.

Asselborn e Santos Silva darão uma conferência de imprensa conjunta às 14h30 (15h30 hora do Luxemburgo). A situação na Bielorrússia, a relação entre a União Europeia e a Rússia e o processo de paz no Médio Oriente também deverão estar em cima da mesa. 

Breves Economia por Henrique DE BURGO 19.10.2020

Inflação no Luxemburgo cai 0,3% em setembro

A taxa de inflação no Luxemburgo caiu 0,3% em setembro, em comparação com igual período do ano passado, baixando em um décimo a queda homóloga observada em agosto (-0,2%). Segundo os dados divulgados pelo gabinete europeu de estatística, Eurostat, a zona euro registou também uma queda homóloga nos preços de 0,3%, enquanto na União Europeia houve um aumento de 0,3%. 

Os países com os maiores aumentos de preços na comparação entre setembro deste ano e o mesmo mês de 2019 foram a Polónia, com 3,8%, seguida pela Hungria (+3,4%) e República Checa (+3,3%). Já as maiores quebras foram registadas na Grécia (-2,3%), Chipre (-1,9%) e Estónia (-1,3%). 

Na zona euro, os preços da energia caíram 8,2% na comparação anual e os bens industriais não energéticos caíram 0,3%. Pelo contrário, os produtos alimentares não transformados subiram 3,1% e o preço dos serviços aumentou 0,5%.