Escolha as suas informações

Terceira dose da vacina nos lares a partir da próxima semana
Luxemburgo 22.09.2021
Covid-19

Terceira dose da vacina nos lares a partir da próxima semana

Covid-19

Terceira dose da vacina nos lares a partir da próxima semana

Foto: Guy Jallay/Luxemburger Wort
Luxemburgo 22.09.2021
Covid-19

Terceira dose da vacina nos lares a partir da próxima semana

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
A ministra da Família, Corinne Cahen, garantiu que a situação pandémica já não é comparável à do ano passado.

As ministras da Família e da Saúde, Corinne Cahen e Paulette Lenert, apresentaram esta quarta-feira, as novas medidas sanitárias a vigorar nos lares do Luxemburgo até, pelo menos, ao fim da "lei covid", em meados de outubro.  E a vacinação com a terceira dose para os residentes destas estruturas que o queiram fazer começa já a partir de 27 de setembro, próxima segunda-feira.


Empregadas de limpeza e cabeleireiras entre as profissões que podem vir a ser obrigadas a vacinar
Aumenta a pressão para a vacinação enquanto uma petição pública contra a vacinação obrigatória está prestes a ficar na história. O clima é de agitação no Grão-Ducado.

Na semana passada, já tinha sido confirma a vacinação para idosos com mais de 75 anos, residentes de lares de idosos sem limite de idade e pacientes em diálise. Assim, esta dose adicional será administrada aos idosos nestas estruturas que tiverem completado a vacinação há mais de seis meses. 

E mesmo quem não fizer partes destas estruturas poderá tomar uma terceira dose a partir dos 75 anos.


Empregadas de limpeza e cabeleireiras entre as profissões que podem vir a ser obrigadas a vacinar
Aumenta a pressão para a vacinação enquanto uma petição pública contra a vacinação obrigatória está prestes a ficar na história. O clima é de agitação no Grão-Ducado.

Segundo Corinne Cahen, que enfrentou uma onda de críticas devido à gestão da crise pandémica nos lares, a situação já não é "comparável" à do ano passado, até porque 95% dos residentes já estão vacinados. No entanto, as duas líderes voltaram a apelar à vacinação não só dos residentes, mas sobretudo ao pessoal que trabalha nestes locais. 

Desconhecem-se os números exatos da taxa de vacinação entre os cuidadores de saúde porque os ministérios não sabem quantos funcionários foram vacinados no estrangeiro.

Lenert e Cahen anunciaram ainda que idosos e staff dos lares podem fazer um teste PCR a cada duas/três semanas, em colaboração com o Laboratório Nacional de Saúde (LNS).

A ministra da Família Cahen adiantou também que o número de casos nos lares do Grão-Ducado está estável. Entre 6 e 12 de setembro, 20 infeções foram confirmadas, das quais 12 casos no grupo etário dos 70-79 anos e oito em pessoas com mais de 80 anos. Esta semana há registo de quatro pessoas infetadas em dois lares, todos assintomáticos. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas