Escolha as suas informações

Taxa de estrangeiros no Luxemburgo é 11 vezes superior à média europeia
Luxemburgo 18.03.2019 Do nosso arquivo online

Taxa de estrangeiros no Luxemburgo é 11 vezes superior à média europeia

Taxa de estrangeiros no Luxemburgo é 11 vezes superior à média europeia

Foto: Anouk Antony/Luxemburger Wort
Luxemburgo 18.03.2019 Do nosso arquivo online

Taxa de estrangeiros no Luxemburgo é 11 vezes superior à média europeia

Diana ALVES
Diana ALVES
O Luxemburgo continua a ser, sem qualquer sombra de dúvida, o país da UE com a maior percentagem de estrangeiros.

Os números sobre a taxa de não-nacionais nos Estados-membros da União Europeia (UE) estão em destaque no site do Eurostat e mostram que, por cá, essa percentagem é quase 11 vezes superior à média do espaço comunitário. 

Como já se sabia, a taxa de residentes não-luxemburgueses a 1 de janeiro de 2018 era de 48%, um valor muito acima da média de 4,4% que se verifica no conjunto dos países do bloco europeu. 

Em números absolutos, a 1 de janeiro do ano passado, o Grão-Ducado contabilizava um total de 602.005 habitantes, dos quais 287.838 não tinham nacionalidade luxemburguesa. Entre os estrangeiros, 244.400 eram oriundos de outro Estado-membro da UE. 

Depois do Grão-Ducado, Chipre é o país com a maior taxa de estrangeiros, embora muito inferior. Cerca de 17% dos habitantes da ilha são estrangeiros. 

No outro extremo da tabela, estão Polónia, Roménia e Lituânia, onde a proporção de não-nacionais é inferior a 1%.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas