Escolha as suas informações

Task Force Covid-19 mais otimista quanto à evolução da pandemia no Luxemburgo
Luxemburgo 03.11.2020

Task Force Covid-19 mais otimista quanto à evolução da pandemia no Luxemburgo

Task Force Covid-19 mais otimista quanto à evolução da pandemia no Luxemburgo

Foto: Chris Karaba/Luxemburger Wort
Luxemburgo 03.11.2020

Task Force Covid-19 mais otimista quanto à evolução da pandemia no Luxemburgo

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Segundo relatório é essencial que a população respeite as medidas implementadas e as recomendações de distanciamento físico e medidas de higiene para voltar a ter a epidemia mais controlada.

“É preciso continuar os esforços para quebrar a curva ascendente de infeções no Luxemburgo”. Uma recomendação feita no relatório semanal da Task Force Covid-19 do Research Luxembourg, divulgado esta segunda-feira.

Ao mesmo tempo, o relatório dá conta de que em comparação com a semana anterior, nota-se um ligeiro relaxamento na evolução de novas infeções, mas sempre a um nível muito elevado e com crescimento exponencial.

As projeções dos investigadores são ligeiramente inferiores àquelas apontadas no relatório anterior e apontam para 1.300 novos casos a partir de meados de novembro, em vez dos 1.400. 


Luxemburgo. 533 novos casos positivos e sete mortes nas últimas 24 horas
Existem neste momento 8.642 infecções ativas no Luxemburgo e 10.825 pessoas foram consideradas curadas.

Note-se que os transfronteiriços que fazem o teste PCR no Luxemburgo estão incluídos nas projeções, apesar de o Governo ter decidido no verão não englobar os trabalhadores que residem do outro lado da fronteira nas estatísticas de pessoas infetadas no Luxemburgo.

A taxa de transmissão efetiva (Rt eff) baixou na semana passada, passando de 1,61 para 1,21. Esta taxa indica quantas pessoas um infetado pode contaminar ao longo da sua doença.

No relatório pode ainda ler-se que é essencial que a população respeite as medidas implementadas e as recomendações de distanciamento físico e medidas de higiene para voltar a ter a epidemia mais controlada. E sublinha que qualquer medida adicional tomada pelo Governo terá uma incidência sobre os números apresentados neste relatório.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas