Escolha as suas informações

TAP deverá cortar voos entre Porto e Luxemburgo
Luxemburgo 2 min. 01.05.2020 Do nosso arquivo online

TAP deverá cortar voos entre Porto e Luxemburgo

TAP deverá cortar voos entre Porto e Luxemburgo

Foto: Luxemburguer Wort
Luxemburgo 2 min. 01.05.2020 Do nosso arquivo online

TAP deverá cortar voos entre Porto e Luxemburgo

Prevê-se uma redução de 63% dos voos com origem no Aeroporto Francisco Sá Carneiro

A pandemia da covid-19 interrompeu a atividade aérea em todo mundo, mas prevê-se que a partir do dia 18 de maio a TAP retome as suas operações.

As notícias não são animadoras para todos os naturais do norte de Portugal a viver fora do país. Segundo um documento ao qual a RTP teve acesso, nas alterações previstas ficam de fora as rotas que uniam o Porto a várias cidades como a do Luxemburgo, Madrid, Genevé, São Paulo, Zurique, Milão, Rio de Janeiro, Nova Iorque, Funchal e Ponta Delgada. 

Na verdade, segundo a RTP, haverá uma redução de 63% dos voos com origem no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, sendo que a TAP irá funcionar com 71 rotas a partir do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, e com apenas três com origem no Porto.

Os dados batem certo com o apresentado pela  Presstur, uma agência de notícias sobre viagens e turismo que avançou esta quinta-feira que a TAP "já tem nos sistemas de reservas um calendário de "desconfinamento" das suas operações entre 18 de maio e 4 de julho",  citou o Jornal de Notícias.

Um plano que, confirma a routesonline, inclui 71 rotas a partir de Lisboa, entre as quais as que ligam a capital portuguesa a Nova Jérsia (Estados Unidos), a São Vicente (Cabo Verde), a Belo Horizonte (Brasil) ou a Toronto (Canadá).

Já os voos a partir do Porto chegarão unicamente a três destinos: Funchal, Londres (Inglaterra) e Paris (França). O Aeroporto Francisco Sá Carneiro disponibilizará, nos próximos três meses, apenas mais uma rota do que o aeroporto de Ponta Delgada, de onde partirão aviões para Boston (Estados Unidos) e Toronto.


Também a ponte aérea entre Porto e Lisboa deverá sofrer uma quebra de quase 50%, planeando-se apenas sete voos diários em vez dos 13 que se registavam em 2019.

A TAP veio, entretanto, dizer que o documento já sofreu alterações, não se conhecendo quais. A RTP, porém, garante uma fonte que confirma a diminuição do fluxo do aeroporto no norte de Portugal, o que vai de encontro ao maior receio demonstrados ao longo dos últimos dias, por Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, e Nuno Botelho, líder da Associação Comercial do Porto vão ser concretizados, aponta o Jornal de Notícias.


O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A transportadora aérea TAP vai aumentar, durante os meses de Verão, o número de voos entre a cidade do Luxemburgo e o Porto. Cabo Verde vai também ter mais ligações.