Escolha as suas informações

Tabaco mata cerca de 1.000 pessoas por ano no Luxemburgo
Luxemburgo 2 min. 31.05.2020 Do nosso arquivo online

Tabaco mata cerca de 1.000 pessoas por ano no Luxemburgo

Tabaco mata cerca de 1.000 pessoas por ano no Luxemburgo

Foto: Shutterstock
Luxemburgo 2 min. 31.05.2020 Do nosso arquivo online

Tabaco mata cerca de 1.000 pessoas por ano no Luxemburgo

Diana ALVES
Diana ALVES
A nível mundial, são mais de oito milhões as pessoas que todos os anos morrem de uma doença associada ao cigarro.

 O número não é novo, mas hoje está em destaque. O tabaco mata cerca de 1.000 pessoas por ano no Luxemburgo. A nível mundial, são mais de oito milhões as pessoas que todos os anos morrem de uma doença associada ao cigarro. Cerca de 1,2 milhões são fumadores passivos. Os dados mostram também que o tabaco mata até metade daqueles que fumam. Os números são lembrados pela Liga Médico-Social no âmbito do Dia Mundial Sem Tabaco, que se assinala este domingo. E este ano, a Organização Mundial da Saúde (OMS) apela aos Governos para que protejam os jovens das “manipulações da indústria do tabaco”, de forma a impedir que peguem no cigarro. Em causa: o marketing destinado a aliciar os mais novos. 

A organização, que propõe vários serviços de medicina preventiva e social no Luxemburgo, lembra que o tabaco é o principal fator de risco de inúmeras doenças, como cancro do pulmão, doenças respiratórias crónicas e doenças cardiovasculares.Num comunicado divulgado a propósito da efeméride, a Liga Médico-Social alerta que “qualquer pessoa que comece a fumar antes dos vinte anos é mais suscetível de não só ficar viciada, como também de vir a ter mais problemas em controlar o tabagismo com o passar dos anos”. A instituição sublinha que, é por isso, que a indústria tabaqueira se dirige cada vez mais aos jovens, através do lançamento de produtos mais atrativos. A publicidade “permite recrutar novos consumidores, dissuadindo os consumidores atuais de pararem” de fumar, pode ler-se na mesma nota.

O Grão-Ducado faz parte do grupo de países cuja legislação limita a publicidade ao tabaco, fixa uma idade mínima para a compra de cigarros e estipula os locais onde é proibido fumar. Recorde-se que, no Luxemburgo, a lei anti-tabaco foi reforçada em 2017, proibindo a venda de tabaco e cigarros eletrónicos a menores de 18 anos. Desde então que é também proibido fumar – cigarros tradicionais ou eletrónicos – em parques infantis, estruturas desportivas onde estejam jovens com menos de 16 anos e em viaturas que transportem menores de 12 anos.


Covid-19. OMS recomenda fumadores a deixarem vício para prevenir situações graves na pandemia
Por ano, mais de oito milhões de pessoas morrem em todo o mundo devido ao tabagismo.

A Liga Médico-Social é uma das instituições luxemburguesas envolvidas na luta contra o tabagismo. Há mais de 30 anos que os especialistas da organização dão consultas a pessoas interessadas em largar o vício. As sessões são gratuitas e também são dadas por teleconsulta. Os interessados devem contactar a Liga através do email STOP-FEMMEN@ligue.lu.O Dia Mundial sem Tabaco foi criado em 1987 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com o objetivo de divulgar a “epidemia do tabagismo” e as suas consequências.  


O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Um em cada cinco luxemburgueses eram fumadores em 2016, segundo a Fundação Cancro Luxemburgo. Os dados sobre os hábitos tabágicos mostram que 20% da população do país continua a fumar, abaixo dos 25% da média da União Europeia.