Escolha as suas informações

Surto covid infeta 72 crianças na escola de Vauban
Luxemburgo 23.12.2021
Pandemia

Surto covid infeta 72 crianças na escola de Vauban

Pandemia

Surto covid infeta 72 crianças na escola de Vauban

Foto: Pierre Matgé
Luxemburgo 23.12.2021
Pandemia

Surto covid infeta 72 crianças na escola de Vauban

Redação
Redação
Um "número elevado de casos" foi registado na escola primária francesa na semana passada, informa o Ministério da Saúde.

A escola primária do Grupo Vauban Escola e Liceu francês do Luxemburgo  foi afetada por um surto de covid-19 tendo 72 crianças testado positivo à infeção pelo SARS-CoV-2, entre os dias 13 e 19 de dezembro, divulgou o Ministério da Saúde. 

Um "número elevado de casos", como reconhece este ministério que obrigou a adotar dispositivos sanitários em 28 classes da escola, como informa no balanço semanal sobre a situação da pandemia no Luxemburgo. 

 Na maioria das salas foi acionado a situação de cenários 1 e 2, com um ou dois casos positivos por turma, mas em nove classes foi adotado o cenário 3, acionado quando surgem entre três a cinco infeções por sala, refere o relatório do  Ministério da Saúde divulgado na quarta-feira. "Dez dos casos positivos não tiveram repercussão no funcionamento das classes", adianta.


Luxemburgo. Crianças dos 5 aos 11 anos já podem ser vacinadas
A vacina para as crianças está disponível nos centros de vacinação Victor Hugo, Esch-Belval e Ettelbruck e os menores têm de ir acompanhados pelos pais ou um representante legal.

Entre todas as faixas etárias da população, o maior aumento de casos ocorreu nas idades entre os 0-14 anos, com mais 16% de infeções do que na semana anterior. Esta é uma tendência que se tem verificado nas últimas semanas. A nível geral, entre os dias 13 e 19 de setembro registaram-se um total de 2.727 novas infeções no Luxemburgo, mais cinco por cento do que na semana precedente.

A maioria dos internamentos são de doentes não vacinados completamente. Nos cuidados intensivos 16 das 28 pessoas internadas não tinham sido vacinadas, ou seja, 72,2% do total de doentes covid-19 nestas unidades críticas.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas