Escolha as suas informações

Subsídios para os equipamentos coletivos no setor comunal vão ser aumentados
Luxemburgo 02.10.2020 Do nosso arquivo online

Subsídios para os equipamentos coletivos no setor comunal vão ser aumentados

Subsídios para os equipamentos coletivos no setor comunal vão ser aumentados

Foto: Gerry Huberty
Luxemburgo 02.10.2020 Do nosso arquivo online

Subsídios para os equipamentos coletivos no setor comunal vão ser aumentados

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Para ajudar as comunas a ultrapassar a crise económica e incentivá-las ao investimento, o Governo vai aumentar o montante dos subsídios destinados aos equipamentos coletivos.

A garantia foi dada pela ministra do Interior, Taina Bofferding, numa reunião entre alguns membros do executivo e representantes do Sindicato das Cidades e Comunas Luxemburguesas (Syvicol). A subida desses apoios não foi contudo quantificada, após a reunião desta quinta-feira.

Taina Bofferding assegura que o Governo está a acompanhar de perto a situação financeira das comunas, naturalmente impactada pela crise financeira. Por outro lado, os serviços do Ministério do Interior estão ao dispor das autarquias para prestar conselhos a nível financeiro.

Mas o que reconforta a ministra é “nenhuma comuna se queixou de problemas de liquidez”.

O encontro entre delegações do Governo e do Sindicato das Cidades e Comunas Luxemburguesas (Syvicol) serviu para discutir as consequências da crise da covid-19 e foi aproveitada para fazer um balanço provisório da colaboração entre as autoridades estatais e comunais.

Presente na reunião, o primeiro-ministro, Xavier Bettel, saudou a colaboração e apoio das comunas durante a crise sanitária, nomeadamente na distribuição de máscaras de proteção aos residentes.

Bettel lembrou também que, embora as decisões e medidas decretadas no ensino fundamental tenham sido tomadas pelo Governo, foram as comunas que tiveram de organizar as salas de aula e transporte escolar da melhor forma para que as medidas de segurança pudessem ser respeitadas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas