Subsídio de renda

Quase quatro mil pedidos de ajuda em 2016

Foto: Shutterstock

O Governo luxemburguês recebeu até ao momento 3.800 pedidos de ajuda no âmbito do ‘novo’ subsídio de renda, que entrou em vigor no início do ano corrente, revelou hoje o ministro da Habitação, Marc Hansen.

Em sede de comissão parlamentar, o ministro adiantou que do total dos pedidos recebidos, 813 receberam ‘luz verde’, 1.853 foram chumbados e cerca de mil estão ainda a ser “analisados”.

O Orçamento do Estado para 2017 consagra uma verba global de 10 milhões de euros para o subsídio de renda. São menos 19 milhões de euros face ao Orçamento do ano corrente. O ‘corte’ é justificado pela tutela devido à “fraca adesão à medida”.

Marc Hansen revelou ainda que está a ser elaborado um estudo para “perceber” a razão da fraca adesão a este subsídio.

O elevado preço das rendas no Luxemburgo é um dos principais problemas apontados pelos residentes e, provavelmente, a despesa que mais pesa nos orçamentos familiares no Grão-Ducado.

O subsídio de renda tem como objetivo facilitar o acesso à habitação, destinando-se a pessoas que paguem uma renda superior a um terço dos seus rendimentos mensais.

Este apoio estatal, que pode chegar aos 300 euros mensais, exclui as famílias que moram em habitações sociais.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.