Escolha as suas informações

Sporting, a primeira vitória depois do inferno

Sporting, a primeira vitória depois do inferno

Foto: LUSA
Luxemburgo 4 min. 12.08.2018

Sporting, a primeira vitória depois do inferno

Os leões foram conquistar com sofrimento uma vitória por três bolas a uma em Moreira de Cónegos. O Moreirense jogou de igual para igual e inaugurou o marcador aos seis minutos, num jogo assinalado pela generosidade na distribuição da cartolina por parte da arbitragem: dez cartões amarelos.

Depois de um fim de época muito complicado, o Sporting começa o campeonato com uma ida a Moreira de Cónegos. José Peseiro convocou 21 jogadores para o encontro com o Moreirense e deixou Wendel de fora. A presença de Jovane Cabral é a grande novidade.

O treinador leonino antecipou, o que veria a suceder, um jogo difícil: “O Moreirense tem uma boa equipa técnica, jogadores de qualidade, ambição e vai fazer tudo para vencer. Poderemos não estar preparados e não sermos tão ofensivos como vamos ser um dia, mas temos qualidade e capacidade para vencer”, afirmou o ribatejano na conferência de imprensa.

Mesmo antes de começar o jogo a primeira contrariedade para os leões, Viviano lesionou-se no aquecimento, sendo substituído por Salin na baliza. A assistência da partida de hoje é de 4800 espectadores e a equipa de arbitragem é dirigida por Tiago Martins.

Aos dois minutos de jogo saiu o primeiro dos muitos cartões que o árbitro Tiago iria mostrar ao longo do jogo. O primeiro da resma de cartolinas amarelas foi para Nani.

Aos seis minutos, o Moreirense adianta-se no marcador por Heriberto Tavares. Cruzamento largo à direita do ataque dos cónegos percorre toda a área dos leões e, no lado contrário, surge Heriberto a empurrar o esférico para o fundo das redes na primeira incursão da equipa no ataque. Responsabilidades para Ristovski, que deixou o adversário fugir-lhe. 

Aos 16 minutos, Bruno Fernandes reestabelece a igualdade! Ristovski cruzou rasteiro para o coração da área, Bruno Fernandes recebeu como quis, deu mais um toque na bola e rematou cruzado para o fundo das redes. Muito espaço concedido pela defesa do Moreirense que o internacional português soube aproveitar.

Aos 20 minutos, Cartão amarelo para João Aurélio. O lateral do Moreirense agarrou Nani quando o capitão do Sporting se encaminhava para a área dos cónegos. 

Aos 24 minutos, Bas Dost falha um golo. Cruzamento de Jefferson para o segundo poste, o avançado holandês salta mais alto que todos e, já a centímetros da linha de golo, dá um ligeiro toque com a cabeça na bola. No entanto, esta bate em Jhonathan e não entra quase por milagre. 

Aos 30 minutos, Tiago Martins continua a dar amarelos, desta vez é Heriberto também é admoestado. Em apenas meia hora, o árbitro já distribuiu cinco amarelos (dois para o Moreirense, três para o Sporting)

Aos 43 minutos, o árbitro dá o sexto amarelo. Neto vê o amarelo ao travar Battaglia, quando o médio argentino já se escapava para um contra-ataque.

Tempo de intervalo em Moreira de Cónegos. Moreirense e Sporting vão para os balneários empatados. A equipa da casa entrou melhor, marcou por Heriberto ainda dentro dos primeiros dez minutos de jogo, mas o Sporting respondeu por Bruno Fernandes. Os leões ainda tiveram outras duas ocasiões para marcar, ambas por Bas Dost.

No regresso do segundo tempo, decorriam apenas três minutos, o árbitro Tiago Martins prossegue a sua função de mostrar que por muitos cartões que mostre, controla pouco o jogo, e mostra o sétimo cartão amarelo, desta vez ao sportinguista Coates.

Bruno Fernandes, aos 52 minutos, quase marca o segundo golo. O médio do Sporting surgiu na área dos cónegos, já descaído para a esquerda do ataque. Picou a bola por cima de Jhonathan mas esta saiu por cima.

Aos 73 minutos, penalti assinalado a favor do Sporting! Na sua primeira ação com bola, Jovane entrou na área e foi travado por Heriberto. Tiago Martins não teve dúvidas e apontou de imediato para a marca de penalti. A equipa visitante acaba de adiantar-se no marcado da partida de hoje através da marcação de uma grande penalidade cobrada por Bas Dost. 

Aos 76 minutos, o árbritro volta a mostrar um amarelo por protestos, desta vez é Jefferson que vê a cartolina.

aos 84 minutos, é a vez de Schons ser admoestado, com um amarelo, por Tiago Martins. O médio dos cónegos, recém-entrado, fez falta sobre Raphinha, numa altura em que o extremo dos leões já fugia em contra-ataque. Três golos e nove cartões amarelos é resumo do jogo, até agora.

Aos 87 minutos, Raphinha teve uma oportunidade para sentenciar o jogo, no entanto o guardião Jhonathan opôs-se com categoria ao remate do extremo brasileiro, já dentro da área.

Aos 90 minutos, Nenê também vê o cartão amarelo. É o décimo do jogo. No final do campeonato vai ser preciso uma fábrica de cartões para Tiago Martins.

Já a bater o tempo de compensação , sobre os 90 minutos, isolado por Bruno Fernandes, Bas Dost finaliza com muita classe perante o guardião Jhonatan. O holandês picou a bola por cima do brasileiro. O Sporting sai de Moreira de Cónegos com um resultado mais positivo que a exibição, num jogo bastante equilibrado.


Notícias relacionadas