Escolha as suas informações

Solidariedade europeia
Editorial Luxemburgo 2 min. 10.02.2021

Solidariedade europeia

Solidariedade europeia

Foto: AFP
Editorial Luxemburgo 2 min. 10.02.2021

Solidariedade europeia

Madalena QUEIRÓS
Madalena QUEIRÓS
Com o caos instalado nos hospitais portugueses, o Luxemburgo foi o primeiro país no palco internacional a oferecer ajuda a Portugal.

Centenas de mensagens a agradecer o apoio do Luxemburgo a Portugal encheram os comentários do Facebook quando o Contacto revelou a notícia da ajuda luxemburguesa a Portugal. Um sinal claro do reconhecimento da comunidade migrante de portugueses que está a ajudar a construir e a fazer funcionar o país. 

Costuma dizer-se que é nos tempos difíceis que se conhecem os verdadeiros amigos. Com o caos instalado nos hospitais portugueses, o Luxemburgo foi o primeiro país no palco internacional a oferecer ajuda a Portugal. As autoridades portuguesas aceitaram. O Contacto revela na edição de hoje que os pormenores finais da missão luxemburguesa de ajuda a Portugal estão a ser negociados pelas equipas de Paulette Lenert e Marta Temido, as responsáveis pela gestão da saúde dos dois países. Médicos, enfermeiros e equipamento médico deverão em breve partir do Grão-Ducado. Vão juntar-se assim aos médicos alemães que já estão em Portugal. Em breve também deverá partir ajuda da França.


Embaixador português agradece apelo do Partido Pirata para que Luxemburgo ajude Portugal
Até agora, o Grão-Ducado continua sem receber qualquer pedido formal mas mostra-se disponível para ajudar.

Obviamente investigue-se

Um consórcio de jornalismo de investigação, liderado pelo francês Le Monde traz novamente à luz as desconfianças sobre a origem dos milhares de milhões de euros que circulam na praça financeira luxemburguesa. Dias depois do primeiro-ministro ter dito que "a transparência pode minar a atratividade do Luxemburgo2, rebenta um novo escândalo que recupera as suspeitas que o país funciona como um paraíso fiscal. Na edição desta quarta-feira trazemos as explicações de Nicolas Mackel, o CEO da Luxembourg For Finance, uma agência governamental especializada na captação de fundos para o Grão – Ducado, que já é a primeira praça financeira da União Europeia. O gestor alega que todas as leis internacionais estão a ser cumpridas. Mas se se confirmarem as suspeitas de que dinheiro da máfia italiana entrou nos cofres do país será difícil ao Governo manter a face. É essencial que estas suspeitas sejam investigadas pelas autoridades.


OpenLux. Luxemburgo deixou de ser o paraíso fiscal para futebolistas e famosos
Durante anos, jogadores como Luka Modric e músicos como Shakira usaram o Luxemburgo para pagar menos impostos aproveitando um regime fiscal mais vantajoso em relação à propriedade intelectual sem terem neste país qualquer atividade. As autoridades de outros Estados apertaram o cerco aos famosos e pressionaram o Grão-Ducado para restringir as condições de acesso a este benefício.

Tormenta longe do fim

Apesar dos números serem animadores, as novas variantes de coronavírus estão a trocar as voltas aos especialistas. As autoridades sanitárias alertam que uma terceira vaga pode vir a caminho. É essencial que o processo de vacinação descole definitivamente no Luxemburgo. As grandes trapalhadas no fornecimento das vacinas, produzidas pelos grandes grupos farmacêuticos e encomendadas pela Comissão Europeia, de que damos conta nesta edição, estão a atrasar a luta pelo regresso à normalidade.

O abandono dos idosos

Há milhares de idosos que conseguiram sobreviver à covid-19 em Portugal, mas que continuam em risco, internados nos hospitais, por não terem para onde ir. Apesar do problema não ser novo expõe as vulnerabilidades da estrutura social de apoio portuguesa. O apoio domiciliário poderia ser uma das soluções para estes casos que parecem não ter saída.

Neste edição deixamos também um cheiro de leveza alentejana publicando imagens únicas de o paisagem que mexe com todos nós. O autor é um fotógrafo luso-luxemburguês que ira expor este trabalho, no próximo mês, no Castelo de Bourglinster. Uma exposição a não perder.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

António Gamito, novo embaixador de Portugal: "Votar nas comunais já é um passo importante"
Recém-chegado ao Grão-Ducado, mas com muita experiência internacional, António Gamito não considera que o voto nas legislativas para os estrangeiros seja um tema do momento. Quanto à questão da indexação salarial para os funcionários, refere que vai “tentar resolver com Lisboa”. E, além da proximidade que pretende manter com a comunidade portuguesa, vem preparado para reforçar o relacionamento bilateral.