Escolha as suas informações

Sindicato dos professores SEW aponta "irregularidades e absurdidades" nos liceus
Luxemburgo 25.01.2022
Covid-19

Sindicato dos professores SEW aponta "irregularidades e absurdidades" nos liceus

Covid-19

Sindicato dos professores SEW aponta "irregularidades e absurdidades" nos liceus

Foto: AFP
Luxemburgo 25.01.2022
Covid-19

Sindicato dos professores SEW aponta "irregularidades e absurdidades" nos liceus

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Segundo o sindicato, há alunos vacinados ou recuperados da doença que vão às aulas mas recusam fazer autotestes, apesar de terem sintomas que apontam para uma infeção por SARS-CoV-2.

O sindicato dos professores da OGBL, o SEW, alerta numa carta enviada ao ministro da Educação para certas "irregularidades e absurdidades" sobre a testagem e as regras de quarentena aplicadas nos liceus.

Segundo o sindicato, vários alunos que estão vacinados ou recuperados da doença estão na sala de aula e recusam fazer autotestes, apesar de terem sintomas que apontam para uma infeção pelo SARS-CoV-2.

Outro problema apontado é que, quando há um caso positivo na turma, os alunos que não estão vacinados ou recuperados e que não participam na testagem no âmbito da escola assistem às aulas até receberem o certificado de quarentena.


Sindicato dos professores critica fim da quarentena no ciclo 1 do ensino fundamental
O sindicato relembra que no ciclo 1, a maioria das crianças não estão vacinadas e que também não há obrigatoriedade de usar máscara de proteção ao contrário dos ciclos 2 a 4.

Mas devido ao número elevado de casos nas últimas semanas, esse certificado está com vários dias de atraso no envio, o que coloca os professores numa situação de risco. O organismo alerta ainda que alguns pais continuam a enviar os filhos para a escola mesmo havendo um caso positivo no agregado familiar, o que mais uma vez coloca a comunidade escolar em risco.

Por fim, o SEW exige ao Ministério da Educação medidas urgentes para que estas situações não se repitam. E volta também a reiterar o pedido para a instalação de filtros de ar nas salas de aula, de forma a diminuir os riscos de contágio.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas