Escolha as suas informações

Sindicato dos professores reivindica medidas no ensino fundamental
Luxemburgo 20.11.2020

Sindicato dos professores reivindica medidas no ensino fundamental

Sindicato dos professores reivindica medidas no ensino fundamental

Foto: Shutterstock
Luxemburgo 20.11.2020

Sindicato dos professores reivindica medidas no ensino fundamental

Susy MARTINS
Susy MARTINS
O ministro da Educação, Claude Meisch, informou no Parlamento que caso entrem para a semana, medidas mais restritivas, o ensino também iria adaptar algumas medidas, nomeadamente no ensino secundário.

Só os alunos do secundário terão o direito de regressar às aulas à distância, pelo menos até às férias de Natal. Uma vez que os adolescentes são mais afetados pela covid-19 do que as crianças do fundamental, as turmas superiores do secundário poderão assim voltar a ser divididas, com metade da turma em casa a assistir às aulas por videostreaming e a outra metade na escola.

Para o sindicato dos professores, é essencial adaptar também novas medidas no ensino fundamental, para assim proteger as crianças, mas também os professores. Segundo o sindicato é de lamentar que o ministro da Educação ainda não tenha iniciado um “verdadeiro diálogo” com os professores da escola primária, para poderem ver juntos como limitar as infeções nos estabelecimentos.

Num comunicado de imprensa, o sindicato dos professores, lança algumas reivindicações, nomeadamente que é essencial evitar misturar as crianças principalmente nas estruturas de acolhimento. Segundo o sindicato, não faz sentido separar as crianças nas escolas, quando depois nas estruturas de acolhimento estão todas misturadas.

Outro pedido é que os professores tenham acesso a máscaras FFP2 caso o queiram ou precisem, uma vez que muitos professores se sentem desconfortáveis com a situação atual.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas