Escolha as suas informações

Setor da construção. Foram pedidas 119 exceções para férias coletivas
Luxemburgo 31.07.2020

Setor da construção. Foram pedidas 119 exceções para férias coletivas

Setor da construção. Foram pedidas 119 exceções para férias coletivas

Foto: Chris Karaba
Luxemburgo 31.07.2020

Setor da construção. Foram pedidas 119 exceções para férias coletivas

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Até 23 de agosto, a maior parte dos estaleiros do país estarão silenciosos, com exceção de 119 estaleiros, cujas empresas fizeram um pedido de exceção relativamente às férias coletivas.

As férias coletivas de verão no setor da construção começam esta sexta-feira para os cerca de 18 mil trabalhadores do setor, em que a grande maioria é portuguesa.

Note-se que as empresas podem fazer um pedido de exceção relativamente às férias coletivas, pedindo que alguns operários continuem a trabalhar durante esse período. 


Setor da construção. Férias coletivas arrancam esta sexta-feira
As férias coletivas no setor da construção começam esta sexta-feira, 31 de julho, e prolongam-se, inclusive, até 23 de agosto. Ao todo, são 15 dias de férias mais o feriado 15 agosto, dia em que se celebra a Assunção de Nossa Senhora.

No entanto, isso só acontece nalgumas obras, como, por exemplo, a construção de escolas, obras em fábricas durante as paragens de produção ou outros trabalhos considerados urgentes, como por exemplo o estaleiro do elétrico, no bairro da Gare, na capital.

Este dado foi anunciado pelo secretário-geral do grupo de empreendedores dos trabalhos públicos, Pol Faber, aos microfones da RTL.

As exceções são decididas por uma comissão que integra empregadores, sindicatos e representantes do Ministério do Trabalho. Os trabalhos de construção durante este período só podem ser executados pelos trabalhadores, de forma voluntária.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas