Escolha as suas informações

Semana Europeia da Vacinação: Ministério da Saúde reitera que vacinação é segura para prevenir doenças
Luxemburgo 2 min. 24.04.2017

Semana Europeia da Vacinação: Ministério da Saúde reitera que vacinação é segura para prevenir doenças

Semana Europeia da Vacinação: Ministério da Saúde reitera que vacinação é segura para prevenir doenças

Foto: Shutterstock
Luxemburgo 2 min. 24.04.2017

Semana Europeia da Vacinação: Ministério da Saúde reitera que vacinação é segura para prevenir doenças

O Ministério da Saúde do Luxemburgo relembra que a vacinação é o meio “mais eficaz” de prevenção contra doenças infeciosas graves, que podem levar à invalidez ou até à morte. O alerta da tutela foi feito esta segunda-feira no arranque da Semana Europeia da Vacinação, que decorre entre os dias 24 e 30 de abril.

O Ministério da Saúde do Luxemburgo relembra que a vacinação é o meio “mais eficaz” de prevenção contra doenças infeciosas graves, que podem levar à invalidez ou até à morte. O alerta da tutela foi feito esta segunda-feira no arranque da Semana Europeia da Vacinação, que decorre entre os dias 24 e 30 de abril.

A ministra da Saúde, Lydia Mutsch, sublinha que, graças às vacinas, a saúde da população tem “melhorado consideravelmente” ao longo das últimas décadas, com um consequentemente “impacto positivo no aumento” da esperança média de vida.

No Luxemburgo, doenças como a varíola, poliomielite, difteria e tétano foram praticamente erradicadas graças à vacinação, mas há outras que ainda continuam a ser diagnosticadas: sarampo, rubéola e papeira.

Por isso, Lydia Mutsch alerta para a importância de manter a taxa de vacinação num nível elevado.

“Para continuarmos protegidos contra essas doenças e impedi-las de reaparecer, é importante a vacinação e manter a sua cobertura a um nível elevado. A vacinação pode salvar vidas”, afirmou a ministra da Saúde.

No Luxemburgo, a taxa de vacinação das crianças residentes é elevada e é avaliada a cada cinco anos, através de um inquérito nacional de vacinação representativo, realizado junto das crianças de 25 a 30 meses.

“Mesmo que os resultados sejam bons - o que mostra que a grande maioria dos pais confiam no programa nacional de vacinação - devemos permanecer vigilantes”, defende a ministra.

A ministra da Saúde Lydia Mutsch
A ministra da Saúde Lydia Mutsch
Foto: Pierre Matgé

Campanha de sensibilização “As vacinas resultam”

No âmbito da Semana Europeia da Vacinação, o Ministério da Saúde luxemburguês aderiu à campanha europeia de informação e sensibilização, denominada “As vacinas resultam” (‘Les vaccins, ça marche!’), para lembrar a importância da imunização em todas as fases da vida.

A tutela pretende chegar a jovens e adultos com cartazes e folhetos para médicos, hospitais, creches, comunas, farmácias e escolas, com o objetivo de “lutar contra o preconceito e desinformação” sobre a importância da vacinação.

Entre os dias 24 e 30 de abril assinala-se a Semana Europeia da Vacinação da Organização Mundial de Saúde (OMS) – Região Europeia.

«As vacinas resultam» é o tema da campanha da OMS, que visa alertar para a importância da vacinação em todo o ciclo de vida.

A implementação generalizada de programas de vacinação nos últimos 30 anos levou a uma dramática redução da mortalidade e nas sequelas de doenças que, anteriormente, eram muito frequentes.

A Região Europeia da OMS foi certificada como livre de poliomielite em 2002 e os casos de sarampo na região foram reduzidos em mais de 90% entre 1993 e 2007.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Saúde: Vacina contra a gripe recomendada
A Direção da Saúde do Luxemburgo apelou hoje aos grupos considerados de risco para que se vacinem contra a gripe, sendo que a vacina já está disponível nas farmácias do país podendo ser receitadas pelos médicos.